Corrupção, Nacional
Atualizado em: 02/08/2011 - 7:50 pm

Álvaro Dias já encaminhou o pedido de abertura de CPI para Mesa Diretora do Senado. Foto: Agência Senado

O líder do PSDB, senador Alvaro Dias (PR), encaminhou à Mesa do Senado requerimento para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar irregularidades no Ministério dos Transportes.

A oposição conseguiu obter as 27 assinaturas necessárias para a criação da CPI. A última assinatura foi a do senador Reditario Cassol (PP-RO), suplente de Ivo Cassol, que está licenciado.

Base
O detalhe é que onze senadores da base aliada da presidente Dilma Rousseff assinaram o pedido de CPI contra o governo.

Denúncia
Ao final de junho, a Revista Veja divulgou denúncias de superfaturamento de obras e de existência de um esquema de recebimento de propina, paga por empreiteiras, a funcionários do Ministério dos Transportes. As denúncias indicavam também que o dinheiro irregular supostamente beneficiaria o PR, partido responsável pelo comando dos Transportes e do qual o senador Alfredo Nascimento (AM) é presidente nacional.

Queda
As denúncias acabaram por provocar a demissão de Nascimento do cargo de ministro e de mais 27 pessoas no Ministério dos Transportes e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) nas últimas semanas. Com a saída de Nascimento, o comando do Ministério dos Transportes passou para Paulo Sérgio Passos, que era secretário-executivo de Nascimento. Passos também é do PR, mas é apontado pela imprensa como uma escolha pessoal da presidente Dilma Rousseff.

Leia mais:
Publicada exoneração de diretores do Dnit e da Conab
Pagot pede demissão do Dnit 
Oposição apresenta pedido para convocar comissão e ouvir ministro dos Transportes  

Exoneração de Alfredo Nascimento é publicada no Diário Oficial   
Ministro dos Transportes é o segundo a cair no governo Dilma     



0 comentários







0 comentários
Topo | Home