Greve
Atualizado em: 02/09/2011 - 9:38 am


Professores da rede pública estadual durante mobilização na Assembleia Legislativa

Ainda nesta sexta-feira (2), os professores da rede pública estadual devem se reunir em assembleia geral para avaliar a proposta do governo do Estado em atendimento às reivindicações da categoria. Em greve desde o dia 5 de agosto, eles pedem valorização de salários e a implantação da Lei do Piso Nacional do Magistério.

Com Ivo
Depois do episódio da manifestação dos professores da rede estadual, ocorrido na manhã desta quinta-feira (01), representantes do sindicato Apeoc conseguiram se reunir com o chefe de gabinete do governador, Ivo Gomes. A reunião foi realizada para discutir os rumos da paralisação da categoria, que está em greve há quase um mês.

O encontro, porém, não foi suficiente para decidir se a categoria mantem a greve ou não. Segundo o presidente da Apeoc, Anízio Melo, quem vai definir o rumo da greve são os próprios professores, durante a assembleia desta sexta-feira (02).

Anízio acredita que o momento com o Governo já foi um avanço importante para retornar as negociações.

Manifestação na Assembleia
Ontem (1º), os professores se reuniram em ato de protesto na Assembleia Legislativa do Ceará. A categoria usou faixas e palavras de ordem para reafirmar as críticas feitas ao governador Cid Gomes.

Durante a manifestação, os professores foram recebidos com violência por policiais. O Batalhão de Choque foi acionado e  impediu a entrada dos educadores no Plenário da AL.

De acordo com Anízio, o ato foi mais uma luta pelas reivindicações dos professores. Mas para ele, o movimento não pode se resumir à manifestação de ontem. “Nosso movimento é pacífico”, afirmou.

Assembleia Geral Extraordinária
Os professores da rede estadual vão realizar nesta sexta-feira (02), uma Assembleia Geral Extraordinária para decidir sobre a continuidade ou não da greve da categoria. A reunião ocorre às 15 horas, no Ginásio Aécio de Borba, em Fortaleza.

Da Redação Jangadeiro Online










Câmara Municipal
Atualizado em: 02/09/2011 - 8:49 am


Plenário da CMFor. Foto: Genilson Lima/CMFor

O Plenário da Câmara na quinta-feira, 1º, em segunda discussão, o projeto de emenda à Lei Orgânica que aumenta de 41 para 43 o número de cadeiras de vereadores por Fortaleza.

O projeto segue a Emenda Constitucional 58, de 2009, que determina que as cidades com mais de 2,4 milhões passem a ter 43 parlamentares.

Leia mais:
Câmara de Fortaleza aprova aumento do número de vereadores para 2012. No Ceará novas vagas podem chegar a 400

400 vereadores
O presidente da União dos Vereadores do Ceará, Deuzinho Filho (PMN), explica que  todas as Câmaras municipais deverão fazer adequações até setembro de 2011, um ano antes das eleições de outubro de 2012.

Se as Câmaras Municipais aprovarem o teto do que está previsto na Proposta de Emenda Constitucional que estabeleceu a mudança, o Ceará pode criar mais 400 vagas de vereadores para 2012.

A mudança leva em consideração faixas de proporcionalidade com o número de habitantes nas cidades brasileiras. 

Leia ainda: Senado aprova aumento do número de vereadores  










ALEC, Congresso
Atualizado em: 02/09/2011 - 7:06 am


Fernando Hugo propôs debate contra a corrupção

O deputado Fernando Hugo (PSDB) anunciou na quinta-feira (1ª) que a Assembleia Legislativa vai realizar no próximo dia 15 de setembro, a partir das 14h, um seminário para discutir a corrupção no Brasil.

Convidados
O evento, proposto pelo tucano, será realizado no plenário 13 de maio e terá a participação da jornalista Adísia Sá, do jurista Djalma Pinto e do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – seção Ceará (OAB-CE), Valdetário Monteiro, entre outros convidados.

Contra a corrupção
Fernando Hugo citou escândalos nacionais e também pontuou que casos de corrupção acontecem no Ceará. O deputado ainda alientou que os internautas estão fazendo um movimento e, no próximo dia 20, estarão em frente à Igreja da Candelária, no Rio de Janeiro, fazendo uma movimentação popular contra a corrupção.

Ainda de acordo com Hugo, “se tantos não roubassem no Brasil, não precisariam acontecer movimentos sindicalistas ou de greve porque poderiam pagar, com dignidade, os salários de profissionais da Medicina ou do magistério”.

Com informações da Agência de Notícias da AL










Greve
Atualizado em: 02/09/2011 - 6:10 am


A Praça do Ferreira será palco de manifestação, nesta sexta-feira (02/09), dos servidores técnico-administrativos da Universidade Federal do Ceará (UFC) em greve.

A programação tem início às 9h e inclui apresentações musicais, oferta de serviços à população e esclarecimentos sobre a luta dos trabalhadores da saúde e educação. Foram convidados para participar do ato, parlamentares cearenses, entidades sindicais e integrantes de movimentos estudantis.

O evento, intitulado “UFC vai à praça”, é promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais no Estado do Ceará (Sintufce). O ato também vai ofertar gratuitamente exames de glicemia, aferição da pressão arterial, orientações médicas e nutricionais, trabalho de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama, dicas de higiene bucal, distribuição de preservativos e atendimento jurídico.

Reivindicações
A greve dos servidores da UFC foi deflagrada no dia 16 de junho. Os trabalhadores reivindicam novos concursos públicos e melhorias no Plano de Carreiras (racionalização de cargos, step de 5%, piso de três salários, e incentivo à qualificação).

Leia mais:
STJ determina que grevistas das universidades federais retomem 50% das atividades
Servidores da UFC realizam ato contra a privatização dos hospitais universitários
Após votação, servidores da UFC decidem manter greve

Da Redação do Jangadeiro Online com informações da assessoria de imprensa do Sintufce










Câmara Municipal
Atualizado em: 01/09/2011 - 11:24 pm


Mudanças na composição da Câmara Municipal de Fortaleza. Tomaram posse, na manhã desta quinta-feira, 1º, os vereadores Carlinhos Santana (PV), Elpídio Luiz (PV) e Francisco Alves (PRTB).

Os parlamentares cumprem o mandato de 120 dias, em substituição aos vereadores Carlinhos Sidou (PV), Joaquim Rocha (PV) e João Batista (PRTB), respectivamente, que solicitaram licença para tratar de assuntos pessoais.

A licença para tratar “de interesses pessoais” não é remunerada. Após o juramento e assinatura do livro de posse, os parlamentares ocuparam a tribuna da Câmara para fazer os primeiros pronunciamentos.

Com informações da CMFor










Nacional
Atualizado em: 01/09/2011 - 9:41 pm


A ex-senadora e atual vereadora de Maceió, Heloísa Helena (PSOL), recebeu alta médica do Hospital Geral do Estado (HGE), na capital alagoana, no começo da tarde desta quinta-feira (01).

A vereadora foi avaliada pela equipe de neurologia do HGE após exames de sangue e tomografia computadorizada na manhã desta quinta-feira. A equipe médica não constatou nada que poderia prejudicar a saúde da paciente, de acordo com o boletim médico.

Heloísa Helena deu entrada no hospital na terça-feira (30) na área Vermelha da unidade hospitalar após mal estar, seguido de tontura. Foi submetida a exames de sangue, eletrocardiograma e tomografia.

A equipe médica do HGE transferiu a paciente para a Unidade de Dor Torácica (UDT), responsável pelo atendimento de pacientes com problemas no coração, por acreditar ser importante para a saúde da vereadora um período de observação médica.

Leia também:
Heloísa Helena segue internada em hospital de Maceió

Com informações da Agência Estado










ALEC, Bastidores, Greve
Atualizado em: 01/09/2011 - 7:11 pm


Quando a imprensa não chega a tempo a tecnologia digital garante o flagrante. Foi o caso da manifestação dos professores da rede pública estadual de ensino na manhã desta quinta-feira (01/09).

O vídeo abaixo mostra que os manifestantes foram recebidos com violência no hall da Assembleia Legislativa. A gravação está disponível no site Youtube.

Leia mais:
Batalhão de Choque bloqueia entrada de professores no plenário da AL
Veja imagens do protesto dos professores na AL 
Professores em greve tentam entrar na Assembleia Legislativa e clima é tenso no local 

Na ocasião, alguns servidores chegaram a comentar assustados, pelos corredores da Casa, que a postura dos policiais diante da manifestação dos professores lembrava “os tempos da ditadura”.

Veja o vídeo:

Acompanhe aqui a outras imagens da manifestação:










Bastidores, Fortaleza
Atualizado em: 01/09/2011 - 6:58 pm


Elmano Freitas deixa a coordenação do Orçamento Participativo e assume a Educação do município

O coordenador do Orçamento Participativo da prefeitura de Fortaleza, Elmano Freitas, vai assumir a Secretaria de Educação do município. A posse está marcada para a próxima segunda-feira (05/09), em solenidade no Paço Municipal.

Elmano vai substituir a secretária Ana Maria Fontenele que desde o dia 10 de maio de 2011 acumulava as responsabilidades das pastas de Educação e Saúde. 

Leia ainda: Secretária de educação e de… saúde

Ana Maria continua na gestão respondendo pela secretaria de Saúde. A mudança foi confirmada pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura da capital.










Bastidores, Congresso
Atualizado em: 01/09/2011 - 6:05 pm


Jaqueline Roriz. Foto: Elton Bomfim/AgenciaCamara

A absolvição da deputada Jaqueline Roriz encheu muitos brasileiros de indignação. No momento em que a sociedade se animava com a “faxina” que estaria sendo promovida pela presidente Dilma Rousseff, a não cassação de uma parlamentar flagrada em vídeo recebendo dinheiro público desviado para caixa de campanha, foi um tapa na cara dop cidadão honesto.

Apenas 166 deputados votaram a favor da cassação da parlamentar, seguindo o parecer do relator Carlos Sampaio (PSDB-SP), esse total não foi suficiente para declarar a perda do mandato. Houve 265 votos contra a cassação de Roriz. Outros 20 deputados se abstiveram.

Segredo?
A votação foi secreta e deixou a dúvida: como votaram os 22 deputados federais que representam o Ceará no Congresso Nacional?

Bancada cearense
Para responder a essa questão, solicitamos aos deputados a manifestação pública de seus votos. Para isso, enviamos e-mail através do endereço eletrônico oficial de cada parlamentar, disponível no site da Câmara dos Deputados.

Mais de 24 horas depois e apenas o deputado Chico Lopes (PCdoB) respondeu a questão e revelou voto a favor da cassação de Jaqueline Roriz.

Comento
Será que os senhores deputados não leram os e-mail enviados aos endereços destinados para contato com o eleitor, através do site da Câmara Federal?  Ou seria este um assunto muito espinhoso para ser revelado?

Afinal um dos argumentos de defesa de Jacqueline Roriz foi de que sua cassação abriria um precedente perigoso.










Nacional
Atualizado em: 01/09/2011 - 3:56 pm


Dilma Rousseff não nega a intenção de criar um novo imposto para financiar a saúde. Foto: Agência Brasil

Em meio às discussões sobre uma fonte de financiamento para a saúde, a presidente Dilma Rousseff disse nesta quinta-feira (1º) que a área precisa de mais recursos. A presidenta negou que seja a favor da volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) sem que ela tenha os recursos efetivamente aplicados na saúde.

Dilma, no entanto, não deixou claro se aprovaria um novo imposto para a área, caso fosse destinada a finalidade que considera correta.

“Acho errada a CPMF, porque foram lá, aprovaram e destinaram o recurso para saúde? Não. O povo brasileiro tem essa bronca da CPMF porque disseram que era para saúde e não foi. Agora, ninguém vai fazer a mágica de dizer que a saúde vai melhorar se não tiver mais investimentos e tem que dizer de onde sai [o investimento]”, destacou. “Não sou a favor daquela CPMF porque ela foi desviada”, acrescentou.

Novo imposto
Dilma Rousseff falou sobre o assunto em entrevista a rádios de Minas Gerais ao responder à pergunta que citava a entrevista do líder do governo na Câmara dos Deputados, Cândido Vaccarezza (PT-SP), em que ele diz acreditar que Dilma aceitaria a criação de um novo imposto para financiar a saúde.

Leia mais: Quem paga a Conta? Cid Gomes se diz fiel escudeiro de Dilma na luta por criação de imposto para saúde

Demagogia
Dilma reiterou que a aprovação da Emenda 29 não irá resolver todas as demandas da população por saúde de qualidade.

“O Brasil tem um sistema de saúde que é universal, gratuito e tem que ser de qualidade. Nenhum país do mundo resolve essa equação sem investir muito em saúde. Quem falar que resolve isso sem dinheiro é demagogo. O que é demagogo? Mente para o povo, não dá todas as informações”.

A Emenda 29 prevê mais recursos para a saúde, fixando percentuais mínimos a serem investidos anualmente pela União, pelos estados e municípios, e está em análise no Congresso Nacional.

Com informações da Agência Brasil










ALEC
Atualizado em: 01/09/2011 - 2:22 pm


O deputado Idemar Citó (DEM) tirou licença para tratar de interesses particulares e abriu espaço para o suplente Paulo Duarte (DEM). Durante os próximos 120 dias, Duarte vai ocupar a cadeira no Parlamento Estadual pelo Democratas.

O pedido de licença foi aprovado durante sessão desta quinta-feira (01/09), por unanimidade. Logo em seguida, o deputado Paulo Duarte tomou posse assumindo a vaga deixada por Citó.

A licença para “tratar de interesses particulares” não é remunerada.










Bastidores
Atualizado em: 01/09/2011 - 1:42 pm


Os professores da rede pública estadual e estudantes lotaram na manhã desta quinta-feira (1º) o hall de entrada do plenário da Assembleia Legislativa para protestar. Com faixas e palavras de ordem, os manifestantes reafirmaram críticas ao governador Cid Gomes.

Os educadores cobram o cumprimento do Piso Nacional do Magistério com respeito a  repercussão em todas as faixas da categoria. Com a chegada dos professores, o Batalhão de Choque da Polícia Militar foi acionado e o clima ficou tenso no local.

Acompanhe a galeria de fotos da manifestação:

Alunos
Os estudantes da rede pública estadual, que estão sem aulas há 27 dias, acompanharam a manifestação em apoio aos professores. Eles afirmaram que “enquanto os professores estiverem na rua, os alunos vão apoiar a luta”.

A sessão, em plenário,  da Assembleia Legislativa foi suspensa por causa da mobilização.

Pichação
Os manifestantes chegaram a pichar uma parede entre os gabinetes dos parlamentares. A representante do comando de greve, Nivânia Menezes justificou o ato afirmando que a conduta dos manifestantes, apesar de “lamentável”,  foi uma reação contra a presença do Batalhão de Choque.

Reinvindicações
A passagem de professores e estudantes pela Assembleia teve como objetivo principal garantir o apoio dos deputados estaduais para negociar com o Governador Cid Gomes a retirada do pedido de ilegalidade da greve. Os professores também cobram a realização de uma audência pública para discutir a educação no Ceará.

TAC
O presidente do sindicato Apeoc, Anízio Melo, propôs a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o sindicato e o governo do Estado para que os direitos estabelecidos na Lei do Piso Nacional do Magistério, com repercussão em toda a categoria.

A proposta foi discutida durante um encontro entre os deputados e uma comissão formada por professores, estudantes e sindicalistas.

Líder do Governo
O líder do governo na Assembleia, deputado Antônio Carlos (PT), disse, durante entrevista, que não poderia decidir sobre o pedido de ilegalidade da greve, mas prometeu levar a demanda da categoria a diante, numa tentativa de reabrir o canal de negociações.

Leia mais:
Veja imagens do protesto dos professores na AL
Professores em greve tentam entrar na Assembleia Legislativa e clima é tenso no local

 Acompanhe a reportagem exibida no Jornal Jangadeiro










Ceará, Denúncia
Atualizado em: 01/09/2011 - 9:40 am


O Ministério Público do Estado ouve, na manhã desta quinta-feira (1º), os 12 acusados que foram presos durante a Operação Província 2. A ação é encabeçada pelo MP/CE, com apoio das Polícias Federal e Civil. Os mandados foram cumpridos durante toda qa quarta-feira (30) em municípios da Serra da Ibiapaba. Entre os acusados estão gestores e empresários envolvidos em esquema de licitações.

Leia ainda:
Operação Província 2: Polícia cumpre 12 dos 13 mandados de prisão

Filhos do ex-prefeito Gilberto Moita estão entre os presos na operação. Foto: Frecheirinha Notícias

Prisões
Dos 13 mandados expedidos pela PF, 12 foram cumpridos. A operação conseguiu cumprir, ainda, 16 mandados de busca e apreensão nas prefeituras de São Benedito, Tianguá e Ibiapina. A Província 2 ainda passou nas empresas Viçosel, Construtora Maran, Maf Pinto LTDA, Paquera Produções e Eventos LTDA. Nos locais, foram apreendidos documentos e computadores.

O promotor Ricardo Rocha contou ainda ao Jangadeiro Online que a polícia conseguiu prender Carlos Kennedy Fortuna de Araújo, Rodrigo Fortuna de Araújo, Francisco Reginaldo Rodrigues Nunes, Raimundo Aguiar Gomes, Francisco Ferreira Pinto, Antônia Daniele Nunes, Maria Aparecida Ferreira Pinto, Sidney Rodrigues da Silva, Edgley Franklin, Gilberto Moita Filho e Victor de Castro Moita, ambos filhos do ex-prefeito de Tianguá, Gilberto Moita.

E depois
Os acusados foram encaminhados ainda ontem à noite para a Delegacia de Capturas de Fortaleza. Após serem ouvidos na sede da Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap), de acordo com Ricardo Rocha, os suspeitos cumprem o prazo da prisão provisória. Caso a Polícia entenda que há provas que justifiquem, prisões preventivas podem ser expedidas ainda hoje.

Redação Jangadeiro Online










Articulação, Nacional
Atualizado em: 01/09/2011 - 7:16 am


O ministro da Fazenda, Guido Mantega, assumiu compromisso com lideranças da base aliada do governo de que vai solicitar ao presidente do Congresso Nacional, senador José Sarney (PMDB-AP), que a votação do projeto de distribuição dos royalties sobre o petróleo extraído da camada de pré-sal seja adiada do dia 22 de setembro para 5 de outubro.

A informação foi transmitida pelo senador Wellington Dias (PT-PI) depois de reunião no gabinete do ministro Mantega, que teve participação também dos ministros de Minas e Energia, Edison Lobão, e de Assuntos Institucionais, Ideli Salvatti, além de deputados e senadores. Lobão e Ideli não falaram com os repórteres de plantão.

Entendimento
Wellington Dias disse que o adiamento se justificava para que estados produtores e não produtores de petróleo “coloquem os números na mesa” e abram espaço para um entendimento duradouro. Esse também é o entendimento do líder do governo na Câmara, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), que defende mais negociações entre os parlamentares dos diferentes estados.

Proporcional
A intenção, segundo ele, é resolver de uma vez por todas a polêmica relacionada com a emenda do ex-deputado Ibsen Pinheiro, que estabelecia distribuição proporcional dos royalties para todas as unidades da Federação. Projeto vetado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no final do ano passado.

 Com informações da Agência Brasil










Câmara Municipal
Atualizado em: 01/09/2011 - 12:06 am


O pedido era de autoria do vereador Jaime Cavalcante

Com 14 votos contrários e seis favoráveis, o plenário da Câmara Municipal de Fortaleza rejeitou na sessão de quinta-feira (31) o pedido das cópias do processo licitatório e do contrato de serviço da reforma do Estádio Presidente Vargas (PV), de autoria do vereador Jaime Cavalcante (PP). Parlamentares da oposição questionaram a decisão do plenário, destacando a necessidade de informações sobre os recursos empenhados no PV.

O líder do governo, vereador Ronivaldo Maia (PT), ressaltou a utilização do Grande Expediente da próxima terça-feira (06) pelos secretários de Administração, Esportes e da Regional IV, Luciano Feijão, Evaldo Lima e Estevão Romcy, ocasião em que os parlamentares poderão pedir explicações sobre a reforma do PV. Ronivaldo Maia falou ainda do compromisso da gestão em apresentar a prestação de contas com publicização dos dados.

Jaime Cavalcante defendeu o requerimento apontando dúvidas sobre o empenho dos recursos na reforma do PV, que recebeu verbas federais e estaduais. “Em nenhum momento colocou-se que estava tendo corrupção”, atentou o progressista, salientando a importância de explicações do Executivo.

“A sociedade quer respostas e transparência do Executivo. As informações são negadas aos vereadores”, salientou o vice-líder da oposição, vereador Dr. Ciro (PTC). Para o parlamentar o portal da transparência não apresenta de forma clara dados sobre a reforma no PV.

Com informações da Câmara Municipal de Fortaleza