Fortaleza
Atualizado em: 06/12/2011 - 3:02 pm


O Ministério Público do Ceará (MP-CE) firmou nesta quarta-feira (6), com a secretária de Turismo de Fortaleza, Patrícia Aguiar, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o objetivo de apurar possíveis irregularidades na realização do Réveillon 2011, no aterro da Praia de Iracema, em Fortaleza.

O documento atende a recomendações do próprio MP e do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e visa evitar os problemas em relação aos gastos da última edição. Em 2010, o Ministério Público chegou a solicitar abertura de inquérito contra a Prefeitura de Fortaleza.

Denúncias
Uma reportagem da Revista Veja, de janeiro deste ano, questionou o valor pago ao cantor Caetano Veloso, que recebeu mais de R$ 700 mil para se apresentar em Fortaleza, enquanto que, em show semelhante em São Paulo, teria ganho R$ 110 mil.

Comprovantes
A Secretaria do Turismo deverá apresentar comprovantes dos gastos feitos com a contratação de shows e serviços para o evento. Caso não seja possível realizar a entrega do material nos prazos estabelecidos, o órgão deve informar ao MP com pelo menos 15 dias de antecedência.

Se houver descumprimento do acordo firmado nesta quarta-feira (6), a Secretaria do Turismo pode pagar multa de R$ 15 mil, que será revertido ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. O Réveillon de Fortaleza também poderá ser cancelado por medida judicial.

Valores
De acordo com a secretária do Turismo, Patrícia Aguiar, serão investidos R$ 5 milhões na festa, valor similar ao gasto no ano passado, que foi de R$ 4,7 milhões. A cantora baiana Ivete Sangalo já foi confirmada como a principal atravação do Réveillon de Fortaleza.

Leia mais:
Ivete Sangalo é confirmada no Réveillon de Fortaleza
Fortalezenses celebram a chegada de 2011

Réveillon de Fortaleza está sob investigação

Redação Jangadeiro Online, com informações do Ministério Público do Ceará










Ceará
Atualizado em: 06/12/2011 - 2:50 pm


Alexandre Padilha, ministro da Saúde. Foto: Kézya Diniz

O Ministério da Saúde suspendeu o repasse de verbas referente ao mês de outubro de 2011 para oito municípios cearenses por conta da duplicidade no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES).

O município de Quiterianópolis, localizado no Sertão do Estado, foi o que mais teve equipes com o repasse cortados: uma Equipe de Saúde da Família, uma Equipe de Saúde Bucal e 12 Agentes Comunitários de Saúde.

Também figuraram na lista de cortes os municípios de Amontada, Fortim, Irauçuba, Missão Velha, Russas, Uruoca e Várzea Alegre.

Fiscalização
Segundo o Ministério da Saúde, a medida faz parte da ação de fiscalização e transparência sobre aplicação dos recursos da Atenção Básica e é realizada quando é identificada qualquer irregularidade por parte das secretarias municipais de saúde.

Também foi informado que o repasse de verbas voltará ao normal assim que forem regularizados os cadastros das equipes junto ao Ministério da Saúde.

Confira a lista completa de municípios que tiveram repasse de verbas cortados clicando aqui.

Leia mais:
Hospital de Fortaleza é incluído em programa de repasse de verbas do Ministério da Saúde 
Irregularidades fazem governo cancelar 18 licitações de obras do PAC 2 em rodovias e ferrovias
 

Redação Jangadeiro Online, com informações do Ministério da Saúde










Copa 2014
Atualizado em: 06/12/2011 - 12:25 pm


O relator da comissão especial da Câmara Federal que discute a Lei Geral da Copa (PL 2330/11, do Executivo), deputado Vicente Cândido (PT-SP), vai apresentar seu parecer nesta terça-feira (6), às 14h30, no Plenário 9. A previsão é de que o colegiado vote o relatório na quinta-feira (8).

Bebidas
Cândido já adiantou que vai mudar o projeto para incluir a liberação da bebida alcoólica nos jogos da Copa do Mundo de 2014. Ele acrescentará ao texto uma alteração no Estatuto do Torcedor (Lei 10.671/03), que hoje proíbe a venda de bebidas alcoólicas durante as partidas. A ideia é que a liberação de bebida nos estádios passe a ser permanente, estendida para quaisquer jogos realizados no Brasil.

O presidente da comissão especial, deputado Renan Filho (PMDB-AL), acredita que a liberação não causará polêmica durante a votação da proposta. “Em todos os países onde já foi realizada a Copa, houve venda de bebida alcóolica”, destacou. “A Copa tem uma segurança diferenciada”, complementou.

Renan Filho acredita que será cumprido o calendário previsto, com votação da proposta no Plenário da Câmara ainda neste ano.

Com informações da Agência Câmara de Notícias










Senado
Atualizado em: 06/12/2011 - 11:42 am


O novo Código Florestal deve ser votado no Senado nesta terça-feira (6). A sessão promete ser longa, visto que já foram protocoladas 44 emendas para discussão até esta segunda-feira (5).

Caso seja aprovada a matéria deve voltar para a Câmara dos Deputados para que os parlamentares aprovem ou não integralmente o texto estabelecido no Senado. O mais provável, no entanto, é que o material seja aprovado na Câmara, porque foi negociado com o governo e com a bancada ruralista.

Apesar disso, ainda há polêmica em torno do substitutivo porque os ambientalistas consideram que o projeto da forma como está é prejudicial para a preservação ambiental.

O que diz o projeto
Pelo projeto, todas os proprietários multados por desmatamento ilegal até 22 de julho de 2008 serão perdoados, se aderirem ao Programa de Regularização Ambiental, compromisso de recuperação das áreas devastadas. Em 22 de julho de 2008, entrou em vigor o decreto 6.514, que proíbe financiamentos por bancos estatais a proprietários acusados de extração ilegal de madeira. O perdão devolverá à legalidade mais de 90% dos proprietários.

O relatório também prevê a redução das áreas de proteção às margens dos rios com até cinco metros de largura, de 30 para 15 metros. Hoje, a faixa mínima de vegetação ciliar não pode ser inferior a 30 metros. O projeto ainda determina que as faixas da vegetação ciliar sejam calculadas a partir da menor borda (quando os rios estão mais estreitos). Pela lei em vigor, esses cálculos devem levar em conta as bordas maiores (quando o leito está cheio).

Para ambientalistas, a simples troca da expressão borda maior” por “borda menor” significará uma das maiores brechas para o desmatamento. O relatório livra pequenos proprietários de recompor vegetação nativa devastada até a promulgação da nova lei. Pelo código, pequenos proprietários são os donos de imóveis de até quatro módulos fiscais – medida que varia com a região: na Amazônia, pode chegar a 400 hectares.

Também estão previstas a proibição de desmatamento para atividades agropecuárias por cinco anos, depois da aprovação da lei. Mas o projeto abre exceção para quem já dispõe de licença ou para quem pedir autorização para desmatar até a promulgação da lei.

Leia mais:
Câmara aprova novo Código Florestal que anistia quem desmatou a Amazônia
Depois de uma década na Câmara, novo Código Florestal deve ser votado esta semana

Novo Código Florestal pode aumentar desmatamentos e prejudicar agricultura

Redação Jangadeiro Online, com informações da Agência Brasil










Nacional
Atualizado em: 06/12/2011 - 9:49 am


Uma “empresa de informática pequeninha”, nas palavras do próprio ministro da Indústria, Desenvolvimento e Comércio Exterior, Fernando Pimentel (PT), pagou R$400 mil pelos serviços da P-21 Consultoria e Projetos Ltda, empresa mantida pelo petista entre sua saída do comando da prefeitura de Belo Horizonte, em 2009, e a chegada ao governo federal, em 2011. A informação é do Jornal O Globo.

Firma especializada em “cabeamento estruturado para rede de computadores”, a QA Consulting Ltda pertence a Alexandre Allan, de 36 anos, e Gustavo Prado, de 35, filho de Otílio Prado, sócio minoritário de Pimentel na P-21 Consultoria.

O pagamento pela consultoria de Pimentel se deu em duas parcelas de R$200 mil. A primeira foi paga em 19 de fevereiro de 2011, dois dias antes de a QA Consulting receber R$230 mil da construtora HAP Engenharia para prestar serviços de “infraestrutura para soluções de rede”.

A HAP é velha conhecida de Fernando Pimentel: em maio deste ano, o ex-prefeito de Belo Horizonte tornou-se réu em ação civil pública ao lado do dono da empresa, Roberto Senna. A construtora é acusada de superfaturar obra da prefeitura de Belo Horizonte em R$9,1 milhões e de desviar recursos para a campanha de Pimentel em 2004, quando o petista disputou a reeleição para a prefeitura da capital mineira.

Nada a declarar
Procurado ontem de manhã na sede de sua empresa, o sócio Gustavo Prado não quis dizer se haviam contratado Pimentel. Também se recusou a dar qualquer detalhe a respeito dos serviços prestados pelo ministro à sua pequena empresa. Disse que se pronunciaria apenas por e-mail e pediu ao repórter que se retirasse. À tarde, enviou e-mail dizendo que Pimentel havia prestado serviços de “consultoria econômica” e que a empresa teria perfeita “capacidade econômico-financeira para custear a consultoria contratada”. Mas não quis dizer qual foi o faturamento de sua empresa em 2009 e 2010, alegando se tratar de informação estratégica.

Debate
Os petistas saíram ontem em defesa de Pimentel, e descartaram a possibilidade de o ministro vir a ser o próximo da lista a ser bombardeado pela oposição no Congresso. A oposição, porém, considerou insuficientes as explicações dadas por Pimentel. O PSDB entra nesta terça-feira (06), na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara, com pedido de convocação do ministro.

Pimentel
O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, negou irregularidades nos serviços prestados à empresa de informática QA Consulting, da qual recebeu R$ 400 mil entre 2009 e 2010. Ele disse que prestou consultoria econômica à empresa, com sugestões e orientação de mercado, e apontou nichos de oportunidade, parcerias e sinergias possíveis com outras empresas. Justificou o preço cobrado pela consultoria, afirmando que é o de mercado. Afirmou que não houve participação do seu sócio Otílio Prado, pai de um dos sócios da QA Consulting, nos serviços prestados à empresa.

Do O Globo










Senado
Atualizado em: 06/12/2011 - 8:34 am


Maria Weber foi indicada por Dilma Rousseff para ocupar a vaga aberta com a aposentadoria de Ellen Gracie

Rosa Maria Weber Candiota da Rosa, indicada ao cargo de ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) na vaga de Ellen Gracie, aposentada em agosto, será sabatinada pelos senadores da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) às 9h desta terça-feira (6).

Currículo
Rosa Maria nasceu em Caxias (RS), em 1948, é bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais desde 1971, pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com conclusão em primeiro lugar e como aluna laureada.

Ingressou na magistratura em 1976, quando se tornou juíza do Trabalho substituta do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 4ª região. Em 2006 tomou posse no Tribunal Superior do Trabalho (TST), seu último posto.

Da Agência Senado










Nacional
Atualizado em: 06/12/2011 - 7:20 am


O Governo Federal vai lançar um novo plano de enfrentamento ao crack. Foi o que informou o diretor de Assuntos Internacionais e Projetos Estratégicos da Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (Senad), Vladimir Stempliuk. Segundo ele, o novo plano federal de combate ao crack e outras drogas está em fase final de elaboração e deve ser anunciado nesta terça-feira (6).

O diretor da Senad explicou que o novo plano é uma atualização do Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas, criado em maio de 2010. Pouco mais de um ano após a implantação desse plano, o Governo Federal já identificou falhas que precisam ser corrigidas e melhorias que devem ser contempladas pela nova ação, como na área de atenção aos usuários.

Inclusão do Samu
“O plano passa pela ampliação da rede de atenção: mais leitos, mais equipamentos. A cobertura hoje ainda deixa a desejar”, disse Stempliuk. Segundo ele, uma alternativa que está em estudo é a inclusão do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) no atendimento aos dependentes. “É uma intenção nossa. Mas não sei se vai ser anunciado agora como uma ação.”

Capacitação
O diretor disse ainda que o novo plano dará mais atenção à capacitação de pessoas que trabalham no tratamento de usuários de drogas, sejam elas funcionárias da rede pública de saúde ou colaboradoras de clínicas privadas. Outro ponto incluído no novo plano será o reforço no combate ao tráfico de drogas. “A ideia é também reforçar as ações de repressão ao tráfico”, disse.

Leia mais:
Palestras contra o uso de drogas atingem quase 68 mil estudantes em 2011
Ação de enfrentamento ao crack capacita 112 profissionais
Fortaleza Negra fortalece campanha de enfrentamento ao crack
Frota do Samu de Fortaleza está sucateada

Redação Jangadeiro Online, com informações da Agência Brasil










ALEC
Atualizado em: 06/12/2011 - 7:15 am


A Assembleia Legislativa vai debater, na manhã desta terça-feira (6), o “Pré-Sal e o Futuro do Brasil”. A discussão sobre o novo marco regulatório do petróleo acontecerá no Plenário 13 de Maio e vai contar com a participação do assessor da Petrobras, Luis Felipe Muniz.

De acordo com o gerente de estruturação do negócio Refinaria Premium II da Petrobras, Raimundo Barroso Lutif Filho, o tema envolve o novo marco regulatório para a distribuição dos royalties entre os estados produtores e não produtores.

O presidente do Conselho de Altos Estudos e Assuntos Estratégicos da Assembleia, deputado Lula Morais (PCdoB), que sugeriu o debate, afirma que o Brasil precisa de um plano para saber como será a exploração das jazidas, qual será a melhor maneira de atrair investidores e envolver a Petrobras na exploração, e qual será o destino de parte da verba arrecadada. “Por isso um debate como este é de grande importância para o desenvolvimento do País”, defendeu.

Camada pré-sal
A chamada camada pré-sal é uma faixa que se estende ao longo de 800 quilômetros entre os estados do Espírito Santo e Santa Catarina. O petróleo encontrado nesta área está a profundidades que superam os sete mil metros, abaixo de uma extensa camada de sal – daí o nome pré-sal.

Após a descoberta de grandes volumes de petróleo e gás na camada geológica do pré-sal, o governo brasileiro decidiu que o País precisava de legislação específica para regular a exploração destas reservas. O marco regulatório do pré-sal foi dividido em quatro temáticas: modelo de exploração, criação da Petro-Sal, capitalização da Petrobras e criação de um Fundo Social.

Leia mais:
Petrobras inaugura Laboratório de Corrosão na UFC

Com informações da Assembleia Legislativa










Corrupção
Atualizado em: 05/12/2011 - 7:34 pm


O desembargador Rômulo Moreira de Deus, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), manteve, nesta segunda-feira (5), o afastamento do prefeito de Ibaretama, Francisco Edson de Moraes. O gestor foi afastado em 12 de julho deste ano, por determinação do juiz Luiz Evaldo Gonçalves Leite.

O prefeito é acusado pelo Ministério Público (MP) estadual de envolvimento em crimes de responsabilidade, formação de quadrilha, falsificação de documentos, lavagem de dinheiro, peculato e inserção de dados falsos em sistema de informações, entre outros.

A defesa entrou com um pedido de liminar, no TJCE, alegando que a decisão de afastamento não foi devidamente fundamentada. Ao analisar o caso, o desembargador Rômulo Moreira de Deus destacou que o juiz “apresentou fundamentação firme e coerente, fazendo remissões aos indícios de participação nos crimes contra a ordem pública”.

Leia mais:
Justiça determina afastamento do prefeito de Ibaretama e de outros quatro acusados de corrupção
MP pede a prisão do prefeito de Ibaretama
Prefeito de Ibaretama será ouvido pela PGJ

Com informações do TJCE










Em Brasília
Atualizado em: 05/12/2011 - 6:26 pm


Ministro Fernando Pimentel foi chamado a dar explicação para a presidente Dilma Rousseff

No mesmo dia em que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT), não resistiu as denúncias e pediu demissão, a presidente Dilma Rousseff (PT) precisou agir para tentar evitar que a crise chegue também ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Dilma ordenou no domingo (04) que o ministro Fernando Pimentel voltasse a Brasília e detalhasse sua atuação como consultor entre 2009 e 2010. A informação é do Estadão.com

Reportagem publicada no domingo (04) pelo jornal O Globo sugere tráfico de influência em licitações da prefeitura de Belo Horizonte e a não prestação de serviços pagos pela Federação das Indústrias do Estado de Minas (Fiemg). Segundo a reportagem, dirigentes da entidade disseram desconhecer o trabalho realizado pelo ministro.

Leia ainda:
Lupi está fora: Ministro do Trabalho é o sétimo a cair

No gabinete
A pedido da presidente Dilma, Pimentel compareceu a seu gabinete para informar sobre o trabalho da sua empresa, a P-21 Consultoria, e os contratos assinados nos últimos dois anos, período em que ficou afastado de cargos públicos. Pimentel deixou a prefeitura de BH no final de 2008 e assumiu o MDIC no início deste ano, com a eleição de Dilma.

“A presidente Dilma pediu que eu agisse com transparência e normalidade porque eu não tenho nada a esconder”, disse o ministro. “Não feri nenhum preceito ético ou moral. Estou perplexo com tamanho espaço para um assunto privado”, acrescentou Pimentel.

E ainda
O ministro afirmou que nos dois anos em que a consultoria funcionou prestou serviço a três empresas. Os contratos, juntos, somaram cerca de R$ 1,9 milhão. Pimentel garante que a sua atuação foi apenas na área privada. “Eu conheço todas as empresas de Minas Gerais. Esta é a vantagem de eu ter ficado 16 anos na prefeitura de Belo Horizonte”, argumentou. Antes de ser prefeito, Pimentel ocupou cargos de primeiro escalão na prefeitura. Ele mostrou documento, assinado em 10 de dezembro de 2010, no qual se afasta da administração da consultoria.

O ministro argumenta também que os rendimentos recebidos no período são compatíveis com cargo de executivo no País. Segundo ele, após o pagamento de tributos e custos da empresa, recebeu em torno de R$ 1,2 milhão em 24 meses. “Isso dá cerca de R$ 50 mil por mês. É uma remuneração compatível com o mercado de executivos”, disse.

Com informações do Estadão.com










Ceará
Atualizado em: 05/12/2011 - 5:24 pm


Trabalhadores da obra da Transnordestina paralisaram suas atividades nesta segunda-feira (5)

Trabalhadores da obra da ferrovia Transnordestina paralisaram suas atividades na manhã desta segunda feira (5) em Missão Velha, interior do Ceará.

Dentre as reivindicações dos 380 operários, está um reajuste de 100% no percentual de horas extras,  cesta básica no valor de R$ 150 e um reajuste de 2% sobre o salário de todos os trabalhadores para complementar o percentual de 13% da categoria.

A paralisação foi decidida após assembleia realizada pelo sindicato da categoria, em frente à obra. Foi montada uma comissão de seis trabalhadores para negociarem junto ao sindicato com representantes da empresa responsável pela obra.

Leia mais:
Greve paralisa obras no Castelão, Metrofor e Pecém

Da Redação Jangadeiro Online, com informações do Sintepav










Economia
Atualizado em: 05/12/2011 - 4:36 pm


O valor do salário corresponde a 4,31 vezes o mínimo em vigor, de R$ 545,00, montante superior ao de outubro, quando o calculado pelo Dieese fora de R$ 2.329,94

O salário mínimo necessário para o trabalhador suprir despesas básicas como alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, como determina a Constituição Federal, deveria ser de R$ 2.349,26. O cálculo foi feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) com base no preço mais alto da cesta básica alimentar, verificado em Porto Alegre no mês de novembro, de R$ 279,64.

Cesta
O valor do salário calculado pelo Dieese corresponde a 4,31 vezes o mínimo em vigor, de R$ 545,00, montante superior ao de outubro, quando o calculado pelo Dieese fora de R$ 2.329,94. Em novembro de 2010, o mínimo necessário era de R$ 2.222,99 ou 4,35 vezes o mínimo vigente de R$ 510,00. Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional da Cesta Básica, que mostrou que das 17 capitais pesquisadas, o preço subiu em 15 cidades.

Tempo
O levantamento também apontou que, para adquirir a cesta em novembro, o consumidor brasileiro que ganha o salário mínimo precisava trabalhar 96 horas e 13 minutos. Esse tempo ficou acima do verificado em outubro, quando a mesma compra requisitava o cumprimento de 94 horas e 4 minutos. Na comparação com novembro de 2010, no entanto, o tempo era maior: exigia 98 horas e 12 minutos.

Comparação
Segundo o Dieese, o custo da cesta básica, quando comparado com o salário mínimo líquido, ou seja, após os descontos da Previdência Social, também mostrou a mesma correlação. “No mês passado, a cesta demandava, na média das 17 capitais pesquisadas, 47,54% do rendimento líquido, enquanto em outubro eram necessários 46,48% e em novembro de 2010, 48,52%”, informaram os técnicos do Dieese.

Da Revista Exame










Ceará
Atualizado em: 05/12/2011 - 2:00 pm


O governador Cid Gomes deve decidir em 20 dias quem será o sucessor de Socorro França na Procuradoria Geral de Justiça.

A lista tríplice com o nome dos candidatos à chefia da Procuradoria Geral da Justiça foi entregue ao governador Cid Gomes nesta segunda-feira (5), pela presidente da Comissão Eleitoral Receptora e Apuradora da Eleição do MP-CE, Maria Perpétuo Socorro França Pinto.

De acordo com o resultado das eleições, que aconteceram na última sexta-feira (2), os promotores de Justiça João de Deus Duarte da Rocha, Alfredo Ricardo de Holanda Cavalcante Machado e Maria Neves Feitosa Campos, que foram os candidatos mais votados, concorrem à vaga.

Cid Gomes terá 20 dias para se pronunciar sobre o resultado.

Leia mais:
Divulgada lista tríplice para cargo de Procurador Geral de Justiça do Estado
Oito novos procuradores serão empossados na próxima quinta

MP realiza reunião para discutir Planejamento Estratégico Institucional

Redação Jangadeiro Online, com informações da Procuradoria Geral da Justiça










Greve
Atualizado em: 05/12/2011 - 1:47 pm


Polícia Civil aguarda encontro com Cid Gomes para avançar na negociação pelo fim da greve

O Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Ceará (Sinpoci) confirmou uma manifestação para a próxima quarta-feira (7), em Fortaleza. De acordo Francisco Xavier de Farias Junior, vice-presidente do sindicato, os policiais irão até um sinal de trânsito pedir dinheiro a motoristas em protesto ao corte dos salários confirmado pelo governador Cid Gomes.

Surpresa
Xavier informou que o local da mobilização não será revelado por questões estratégicas. Os servidores devem se reunir às 7h na sede do sindicato e seguir em caminhada até o local definido. Segundo a agenda do Sinpoci, a partir das 16h deve começar uma nova caminhada, desta vez em direção à Feirinha da Beira-Mar.

O sindicato afirma que os movimentos são pacíficos e têm por objetivo sensibilizar o Governo a respeito de algumas exigências dos servidores, como reajuste salarial e melhoria nas condições de trabalho.

Corte
Na última terça-feira (29/11), o governador Cid Gomes (PSB) confirmou que o Estado vai cortar o ponto dos policiais civis que aderiram a greve da categoria. Questionado sobre essa espécie de punição contra os grevistas, Cid Gomes disparou: “Sim, claro, claro. Quem faz uma greve tem que saber que está fazendo uma medida extrema e a medida extrema requer também pelo lado do governo atitudes que sejam rigorosas e, no caso, é o corte do ponto”, disse o governador ao lado do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, durante inauguração do presídio em Pacatuba.

Leia mais:
Governador confirma corte em salários de policiais grevistas  
Assembleia geral discute rumos da greve dos Policiais Civis nesta quinta 
Policiais civis em greve protestam na Assembleia Legislativa
 

Greve
Os policias civis cearenses retomaram a greve no dia 15 de outubro. A paralisação dos inspetores e escrivães havia começado em julho e foi suspensa em agosto. Haveria um acordo com o Governo, mas as negociações não evoluíram e os policiais retomaram o movimento.

Redação Jangadeiro Online, com informações do Sinpoci










Fortaleza
Atualizado em: 05/12/2011 - 11:43 am


Neste domingo (4), foram eleitos 30 novos conselheiros tutelares em Fortaleza. De acordo com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica), 66.842 eleitores participaram da votação.

De acordo com a Secretaria de Direitos Humanos (SDH), ao todo, 71 candidatos entraram na disputa para ocupar uma das 30 vagas disponíveis nos seis Conselhos Tutelares que existem.

O Conselho Tutelar atende a crianças e adolescentes que sofreram violação em seus direitos. Cada Secretaria Executiva Regional de Fortaleza possui cinco conselheiros, responsáveis por combater e fiscalizar crimes contra menores.

Resultado
O candidato Washington Saboia recebeu 2.999 votos e ficou em primeiro lugar. Já Beth França obteve 970 votos e ganhou a 30ª e última vaga. A lista dos eleitos está logo abaixo. Os candidatos que ficaram entre o 31° e o 60° lugar ocuparão a suplência.

Confira a lista dos 30 novos conselheiros titulares da Capital e o número de votos obtidos por cada um deles:
Washington Saboia (2.999)
Conceição Moreira (2.309)
Acrízio (2.271)
Maria Leila Aragão (2.127)
Erilane (2.003)
Socorro Portela (1.989)
Marcos Paulo (1.900)
Henrique (1.896)
Germana Vasconcelos (1.738)
Fernanda Paula (1.708)
Kátia Rodrigues (1.660)
Leidimarcia (1.633)
Magela (1.457)
Auvelice Veras (1.409)
Maria de Fátima da Silva (1.402)
Aurélio (1.351)
Silvio Helena (1.315)
Océlia Sousa (1.251)
Felipe Roger (1.216)
José Iran da Silva (1.166)
Izaira Cabral (1.164)
Magda (1.145)
Erika Uchôa (1.130)
Nina Carvalho (1.098)
Gilvanda Moreira (1.064)
Celinho Sampaio (1.017)
Celio Felix Ferreira (1.006)
Professora Marcia Regina (1.000)
Estefânio Melo (981)
Beth França (970)

Leia mais:
Conselho Tutelar de Fortaleza elege novos conselheiros neste domingo
Terminais recebem campanha para eleições do Conselho Tutelar

Assembleia comemora Dia Nacional do Conselho Tutelar

Redação Jangadeiro Online, com informações da Comdica