Fortaleza
Atualizado em: 09/06/2011 - 4:05 pm


Da Redação Jangadeiro Online

Os servidores da Usina de Asfalto e Fábrica de Pré-Moldados paralisam atividades a partir desta quinta-feira (9) e fazem manifestação em frente à Usina. O motivo, segundo eles, é o não atendimento das reivindicações da categoria. Os funcionários estão no local desde as 7 horas, com a mostra “Exposição do Descaso”, que apresenta equipamentos que se encontram sem manutenção há muito tempo.

Reivindicações
Os funcionários reivindicam ainda a realização imediata de concurso público para o quadro de servidores, com criação de cargos para trabalhadores que tratem diretamente do asfalto. Além disso, querem o pagamento da Vantagem Pessoal Reajustável (VPR) de 2009 e da Gratificação de Produção de Asfalto (GPA) de 2010.

E mais
Também são exigidas a implantação e pagamento do adicional de insalubridade, a distribuição imediata de equipamentos de trabalho e de proteção individual (EPIs), a implantação dos anuênios atrasados e a renovação do credenciamento do dentista e do assistente social que prestam serviço junto à Usina de Asfalto.

Greve
Os servidores da Usina de Asfalto estão em greve desde o dia 27 de abril e já realizaram uma série de paralisações parciais de quatro horas diárias no início do mês de maio. Agora,a categoriu decidiu dar início à paralisação das atividades por tempo indeterminado.

 Acompanhe as informações do Jornal Jangadeiro










Ceará
Atualizado em: 09/06/2011 - 3:43 pm


Ministro dos Transportes Alfredo Nascimento

O Ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento veio a Fortaleza para assinar uma ordem de serviço para as obras de reconstrução da BR-222, e apresentar um programa de reforma e reconstrução das rodovias federais no Ceará.

Pacote
O pacote anunciado prevê ações nos 1.866 quilômetros  das BR’s no estado do Ceará, pelos próximos dois anos com investimentos de 1 bilhão e 47milhões.

BR’s
O situação crítica e extremamente precaria da estradas federais no estado foram motivo de uma briga pública entre o governador Cid Gomes e Alfredo Nascimento, com direito a acusações de corrupção e processo na Justiça.

Petistas e Cidistas
Lideranças de partidos como PSB e PT não prestigiaram a passagem do Ministro, assim como o governador que disse por meio de sua assessoria de imprensa que estaria com a agenda “lotada”. 

Alfinetada
Na ocasião, Alfredo Nascimento evitou comentar sobre as acusações feitas pelo governador Cid Gomes, mas acabou deixando escapar uma alfinetada no governador cearense dizendo que não faz “esse tipo de política que faz uso de cargos” para acusar alguém, em referência às críticas que recebeu e a promoção do Rally dos Buracos da BR-222, no dia 15 de maio.

Leia mais: 
Cid lança “Rally dos buracos”, classifica ministério dos Transportes de “laia” e Dnit de “quadrilha” 
Áudio: Cid diz que Ministro é ” inepto, incompetente e desonesto” 
Ministro dos Transportes pede prisão de Cid Gomes

Desculpas
O Ministro pediu desculpas ao povo do Ceará pelas condições das estradas. Disse que Cid Gomes estava certo em reclamar. Questionado sobre a queixa crime que move contra o governador, o ministro disse que Cid terá que provar nos tribunais as acusações feitas contra ele.

Sem Comentários
A imprensa insistiu, mas Alfredo Nascimento evitou comentar sobre as acusações, dizendo a União poderia fazer sua defesa, mas que preferiu contratar um advogado particular. Nascimento encerrou afirmando que não comenta esse assunto. 

Interior
No início da tarde, o ministro fez uma rápida vistoria no canteiro de obras da BR-222, em Umirim, região norte do Ceará. Depois, fez uma pausa para o lanche em uma churracsaria no município de Croatá, onde experimentou pastéis famosos na região. Ele seguiu viagem para Fortaleza, de onde embarcou de volta a Brasília.

Acompanhe a reportagem do Jornal Jangadeiro










Nacional
Atualizado em: 09/06/2011 - 1:20 am


Por 6 votos a 3, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, na noite desta quarta-feira (8), que o italiano Cesare Battisti deverá ser solto. Ao proclamar o resultado do julgamento, o presidente do STF, ministro Cezar Peluso, afirmou que o italiano somente poderá ser libertado se não estiver preso por outro motivo. Battisti responde a uma ação penal no Brasil por uso de documento falso.

Soberania
Para a maioria dos ministros, a decisão do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva de negar a extradição de Battisti para a Itália é um “ato de soberania nacional” que não pode ser revisto pelo Supremo. Esse foi o entendimento dos ministros Luiz Fux, Cármen Lúcia Antunes Rocha, Ricardo Lewandowski, Joaquim Barbosa, Ayres Britto e Marco Aurélio.

O ministro Ricardo Lewandowski afirmou que, quando analisou o pedido de extradição, em novembro de 2009, se convenceu que Cesare Battisti foi condenado por cometer crimes contra a vida. “Mas neste momento não é essa a questão que está em jogo”, ressaltou.

O ministro Joaquim Barbosa disse que, como magistrado do Supremo, não tem outra alternativa a não ser determinar a imediata expedição do alvará de soltura de Battisti. De acordo com o ministro Ayres Britto, cabe ao Supremo autorizar ou não o pedido de extradição.

Divergência
Os ministros Gilmar Mendes (relator do processo), Ellen Gracie e Cezar Peluso votaram no sentido de cassar o ato do ex-presidente da República e determinar o envio de Cesare Battisti para a Itália.

“O senhor Presidente da República, neste caso, descumpriu a lei e a decisão do Supremo Tribunal Federal”, concluiu o ministro Cezar Peluso, que finalizou seu voto por volta das 21h desta quarta-feira.

Antes, em longo voto, o ministro Gilmar Mendes afirmou que o ex-presidente da República negou a extradição de Battisti com base em argumentos rechaçados pelo Supremo em novembro de 2009, quando o pedido do governo italiano foi autorizado. Ele acrescentou que o Estado brasileiro, na pessoa do presidente da República, é obrigado a cumprir o tratado de extradição e que um eventual descumprimento deveria sim ser analisado pelo Supremo.“No Estado de Direito, nem o presidente da República é soberano. Tem que agir nos termos da lei, respeitando os tratados internacionais”, afirmou.

“Não se conhece, na história do país, nenhum caso, nem mesmo no regime militar, em que o presidente da República deixou de cumprir decisão de extradição deste Supremo Tribunal Federal”, observou.

“Li e reli o parecer oferecido pela AGU ao presidente e ali não encontrei menção a qualquer razão ponderável, qualquer indício que nos levasse à conclusão de que o extraditando fosse ser submetido a condições desumanas (se enviado à Itália)”, ressaltou. A ministra observou que o tratado é a lei entre as nações e que sua observância garante a paz. “Soberania o Brasil exerce quando cumpre os tratados, não quando os descumpre”, concluiu.

Com o Portal de notícias do STF










Ceará
Atualizado em: 08/06/2011 - 11:54 pm


Agora são os professores das escolas do estado que decidiram também protestar por melhorias. Eles participaram de uma Assembleia Geral, nesta quarta-feira (08), no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza, e não descartam uma greve.

Acompanhe a matéria exibida no Jornal Jangadeiro.










Greve
Atualizado em: 08/06/2011 - 8:27 pm


Luizianne diz que greve é ilegal e anuncia suspensão de pagamento do 13º para professores.

A prefeita Luizianne Lins (PT) disse, em entrevista à jornalista Caroline Ribeiro da TV Jangadeiro, que vai pedir à Justiça que decrete a ilegalidade da greve dos professores da rede municipal de ensino.

“Nós vamos questionar a legalidade da greve porque eu costumo dizer o seguinte: eu venho disso, eu defendo e concordo com o direito de greve, acho que o direito de greve é sagrado para os trabalhadores de uma forma geral. No entanto, eu desde o início dessa negociação, eu disse que não ia negociar com a categoria em greve”, disse.

Sem 13º
Luizianne Lins também anunciou que o município vai adotar medidas “efetivas” para suspender benefícios.

“Vamos começar a fazer de forma efetiva, uma suspensão do 13º salário que a prefeitura ia pagar agora a primeira parte”, afirmou Luizianne, referindo-se aos 40% da primeira parcela que seria paga no primeiro semestre, mas que estará “temporariamente” suspensa para os professores em greve.

Interesse Ferido
Luizianne Lins ainda garantiu que “todos os professores de Fortaleza ganham acima do Piso (Nacional do Magistério)” e ressaltou que durante seu governo os professores “tem tido 85% de ganho real, descontada a inflação”. Segundo a prefeita da capital, o Projeto de Lei aprovado na Câmara de vereadores na terça-feira (07/06) “não tira direitos” e os professores não tiveram “nenhum interesse ferido”. 

Preocupada
Por diversas vezes, Luizianne Lins repetiu que está “muito preocupada com essas crianças que estão sem aula”.  

“Essas crianças estavam numa expectativa de iniciarem suas aulas e agora elas estão extremamente desistimuladas, as que não estão indo pra aula. Acho que tá na hora de a gente, de fato, poder compreender que a vida e o futuro dessas crianças depende aí de muita gente que deveria estar em sala de aula”, enfatizou.

 Motivação Política
Apesar da “preocupação”, Luizianne Lins reafirmou que não negocia com servidores em greve. A prefeita ainda acusou o Sindicato da categoria (Sindiute) de estimular a greve por motivações políticas.

“Você negociar em greve, isso aí é posição, na minha opinião, de liderança política que não quer negociar, quer fazer movimento político. São duas coisas diferenciadas. Então eu acho que foi conduzido de forma equivocada pelo sindicato (Sindiute).Quando as primeiras reuniões começaram a acontecer, antes mesmo de saber a proposta que a prefeitura ia apresentar, já foi tirada a posição de greve, prejudicando milhares de crianças que tão fora da escola nesse momento “, afirmou.

Apelo
A prefeita ainda fez um apelo ao servidores públicos, em greve, para que retomem as atividades.

“A gente quer fazer um apelo aos servidores e aos professores, de uma forma geral, e pedir que as pessoas tenham a compreensão de que nem sempre a gente pode dar tudo o que as pessoas esperam”, ressaltou Luizianne.

 Acompanhe a entrevista da prefeita Luizianne Lins










Com a palavra
Atualizado em: 08/06/2011 - 8:07 pm


Por Wanderley Filho*

A confusão envolvendo professores em greve e a Guarda Municipal em frente à Câmara de Vereadores, comove tanto quanto os bombeiros presos no Rio de Janeiro.

Se por um lado é inadmissível que manifestantes interditem vias públicas ou impeçam o direito de ir e vir de vereadores, por outro, é compreensível a indignação da categoria diante de uma realidade de descaso absoluto. A precariedade dos salários dos professores é parte de um todo cujo resultado é a classificação de Fortaleza como quarta pior cidade no ranking da educação cearense.

É fato que uma causa justa não dá o direito a seus defensores de promover a desordem, como também é certo que cabe às autoridades assegurar a preservação do patrimônio público e a manutenção do estado de direito. Mas é preciso bom senso e discernimento para não confundir profissionais que manifestam descontentamento em relação a um governo, com bandidos que promovem ações deliberadas contra a sociedade.

O diretor da Guarda Municipal alegou, em defesa da ação empreendida contra os professores, que não poderia deixar a Câmara virasse refém dos manifestantes. Em tese, parece justificável, no entanto, as imagens do episódio deixam claro que a utilização de bombas de efeito moral e spray de pimenta era dispensável. A reação desproporcional das forças de segurança, especialmente a Guarda Municipal, revela que o preparo da instituição para situações de crise deixa muito a desejar.

Se os fins não justificam os meios para quem protesta, o mesmo vale para quem deve conter os eventuais exageros que podem acontecer em situações passionais. Nesse caso, quem não pode jamais se deixar levar pela emoção é a Guarda Municipal.

Por fim, resta lamentar que outras instâncias de negociações não tenham sido suficientes para que a Prefeitura de Fortaleza pudesse colocar a educação como uma prioridade em sua agenda, ao contrário de festas e shows pirotécnicos.

* Wanderley Filho é Historiador e editor do Portal Jangadeiro on Line.










Ceará
Atualizado em: 08/06/2011 - 6:56 pm


Ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento

O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, cumpre agenda oficial, no Ceará, nesta quinta-feira (09/06). Ele dará ordem de serviço para reconstrução e recuperação de trechos da BR-222, além de autorizar licitações de obras que garantirão a reestruturação da malha rodoviária federal do estado.

O ministro estará acompanhado do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Luiz Antônio Pagot.

Longe de Cid
O governador Cid Gomes, que já criticou publicamente Alfredo Nascimento, não deve receber o ministro como é de praxe em visitas institucionais. A assessoria de imprensa do ministro diz que não existe nenhuma previsão de encontro entre os dois.

Leia mais:
Cid lança “Rally dos buracos”, classifica ministério dos Transportes de “laia” e Dnit de “quadrilha”
Áudio: Cid diz que Ministro é ” inepto, incompetente e desonesto”

Assinaturas
O ato de assinatura de contratos e autorizações será realizado na sede da Superintendência do DNIT. Depois, o ministro deve atender a imprensa durante entrevista coletiva marcada para às 10h30.

Vistoria
Na sequência, Alfredo Nascimento segue para vistoria das obras de trecho da BR-222, até o KM 92, na travessia urbana de Umirim.

Anúncio
O ministro deve anunciar um conjunto de ações para melhorias das rodovias federais do estado, entre elas a autorização para o início do processo de licitação para a contratação da recuperação e manutenção rodoviária, via Programa Crema, de 1,7 mil quilômetros de extensão da malha do Ceará.

Serviço
Local: Sede da Superintendência do DNIT Ceará (BR-116, KM 6, Bairro Cajazeiras)
Hora: 10h30, quinta-feira, dia 9 de junho

Roteiro
10h30 – Auditório – Assinatura de ordem de serviço e apresentação do Programa de Reestruturação da Malha Rodoviária Federal no Estado do Ceará;
11h45 – Sala de reuniões do Gabinete do Superintendente – Coletiva à imprensa.

Com informações da Assessoria de Comunicação do Ministério dos Transportes










Com a palavra
Atualizado em: 08/06/2011 - 6:40 pm


Sobre a cobertura da manifestação dos professores ao longo dos últimos dias, a professora da rede municipal, Patricia Forte, enviou à coluna PolítiKa uma “resposta”  aos comentários feitos pela prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, na matéria Luizianne diz que não vai ceder à pressão e faz um apelo aos professores.

O texto esclarece pontos fundamentais das reivindicações da categoria e esclarece a cobrança do Piso Nacional do Magistério.

Divido a opinião da educadora com vocês. Acompanhem. 

“Gostaria de Explicar a população de Fortaleza e principalmente, as mães e pais de nossos alunos, que ficam aflitos vendo a educação de seus filhos ser comprometida, que nós professores fazemos greve, não porque gostamos ou porque somos intransigentes,mas por ser esse, o único instrumento legal que o trabalhador tem para reivindicar seus direitos, e que, diferente do que muitas vezes é colocado, não estamos lutando por aumento de salário, estamos sim, exigindo o imediato cumprimento do piso nacional, Lei federal 11.738 de 16 de julho de 2008, lei essa, que em 2011,já no segundo mandato de Luizianne Linz, ainda não foi implementada.

Tudo isso porque, a nossa Prefeita considera o piso como sendo o conjunto do salário de professor, no caso, o vencimento básico mais as gratificações, acontece que a lei é clara, e diz que piso é vencimento básico. O próprio supremo tribunal federal (STF), questionado em ação direta de inconstitucionalidade (ADI) sobre esta particularidade, não deixa dúvida. Piso é vencimento básico. E para burlar a lei, essa gestão tenta nos pagar com o que já é nosso. Incorporando nossas gratificações; fruto de outras lutas da categoria, na forma de vencimento básico, com um único objetivo, disfarçar a transgressão. Mas nós não aceitamos!

Outra falha terrível é ignorar sem dó, os Parágrafos 1º e 4º do Artigo 2º da mesma lei, que trata respectivamente, da composição da jornada de trabalho, de no máximo 40 horas semanais, com observância ao limite máximo de 2/3 (dois terços) da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os educandos, e os outros, 1/3 para hora-atividade. Ao invés da lei, o que ela nos oferece é 1/5, ao final de seu mandato em 2012. E se fosse só dessa vez, ainda assim seria um absurdo, mas ocorre que, a prefeita vem ao longo de seus dois longos mandatos, desrespeitando vários direitos contidos na lei orgânica do Município, no estatuto do magistério e no plano de cargos carreiras e salário dos professores, exemplo: eleição direta para diretores, redução de carga horária, licença prêmio, anuênios e férias de trinta dias ao final de cada semestre do ano letivo.

Pelo visto os professores serão obrigados a continuar em greve levando spray de pimenta no rosto, bombas de gás lacrimogêneo e tiro de bala de borracha, tudo para ensinar com aula prática aos nossos alunos, que direito existe para ser respeitado.

Professora Patricia Forte”










Tribunais
Atualizado em: 08/06/2011 - 6:26 pm


As Câmaras Criminais Reunidas do Tribunal de Justiça do Ceará determinaram, nesta quarta-feira (8), a prisão do prefeito de Nova Russas, Marcos Alberto Martins Torres, acusado por crimes de improbidade administrativa. Ele foi preso no final tarde e se encontra na Delegacia de Capturas.

Leia mais:
Justiça decreta prisão do prefeito de Nova Russas e de mais quatro secretários
Cai liminar e prefeito de Nova Russas é afastado do cargo
Prefeito de Nova Russas é novamente afastado do cargo

As Câmaras revogaram a liminar que havia posto em liberdade o prefeito de Nova Russas . Por maioria de votos, a Turma acompanhou o relator do processo, desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto, que determinou a expedição de mandado de prisão contra o gestor.

Marcos Alberto Torres foi denunciado pelo Ministério Público (MP) estadual por desvio de recursos públicos, fraudes em licitações e contratos administrativos. Em sua defesa, o gestor alega não ter cometido desvio de dinheiro e que diz as denúncias têm cunho político.

Com informações da assessoria do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará










Fortaleza
Atualizado em: 08/06/2011 - 6:04 pm


Da Redação do Jangadeiro On Line

O Diretor da Guarda Municipal de Fortaleza, Arimá Rocha, deu explicações, no programa Barra Pesada desta quarta-feira (08), sobre a atitude dos policiais da Guarda na manifestação dos professores  na Câmara de Vereadores.

Leia mais:
Confusão e pancadaria em protesto de professores
Clima tenso na Câmara dos Vereadores nesta terça-feira

Segundo Arimá, o dever da Guarda Municipal naquele momento era garantir a integridade física dos servidores e vereadores e permitir o funcionamento do Legislativo. A atitude de jogar spray de pimenta é o procedimento normal para conter multidões.

Refém
O chefe da Guarda lamentou o acontecido, mas alegou que não poderia deixar que a Câmara virasse refém dos manifestantes. Também afirmou que, pessoalmente, junto com o presidente da Câmara, Acrísio Sena, tentou, sem sucesso, negociar com os professores a abertura dos portões.

Acompanhe a entrevista do Diretor da Guarda Municipal, Arimá Rocha, ao jornalista Nonato Albuquerque.










Greve
Atualizado em: 08/06/2011 - 12:42 pm


Líder da prefeita diz que negociação só será reaberta com fim da greve (Foto: Kézya Diniz)

Com a Redação do Jangadeiro On Line

Enfermeiros e dentistas do Programa Saúde da Família (PSF),  em greve desde o último dia 9 de maio, reuniram-se nesta quarta-feira (8) com vereadores de Fortaleza. O objetivo do encontro era garantir a participação de representantes do Legislativo Municipal no processo de negociação com a Prefeitura.

Sem conversa
Durante a reunião, o líder da prefeita, vereador Ronivaldo Maia (PT), declarou que o canal de negociações só será reaberto se os grevistas retornarem ao trabalho.

“O governo não negocia com servidores em greve”, enfatizou Ronivaldo.

Calendário
Os trabalhadores, por outro lado, sustentam a paralisação até que seja fixado uma calendário para a execução das exigências da categoria.

(Foto: Kézya Diniz)

Programação
Na tarde desta quarta-feira (8), os enfermeiros e dentistas têm encontro com o Procurador Regional do Trabalho, Gérson Marques. Na quinta-feira (9), os servidores  realizam uma mobilização na Assembleia Legislativa do Ceará. Já na sexta-feira (10), às 16h, eles promovem um ato no Jardim Japonês, na Avenida Beira Mar.

Pauta de reivindicações
Os servidores do PSF pedem melhores condições de trabalho, realização de concurso público e correção das distorções do Plano de Cargos, Carreiras e Salários ( PCCS) da categoria.

Os dirigentes do movimento afirmam que, caso o PCCS não seja corrigido, os dentistas e enfermeiros vão sofrer uma redução salarial significativa, a partir de janeiro de 2013.

Acompanhe a reportagem exibida no Jornal Jangadeiro










Câmara Municipal, Greve
Atualizado em: 08/06/2011 - 12:09 pm


Foto: Kézya Diniz

Os professores da rede municipal de ensino de Fortaleza se reuniram na manhã desta quarta-feira (8) em assembleia geral, em frente a Câmara dos Vereadores de Fortaleza. No encontro, a categoria decidiu manter a greve por tempo indeterminado.

Força
De acordo com dirigentes do Sindiute, a emenda substitutiva aprovada nesta terça-feira (7) deu mais força para a luta pela implantação do Piso Nacional dos Professores.

Redução
Ainda segundo os sindicalistas, a readequação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) proposta na emenda vai, na prática, fazer com que alguns professores graduados sofram redução salarial de até 3%.

A reunião aconteceu um dia depois da confusão entre professores e guardas municipais, em frente a sede do Legislativo Municipal. Os professores tentaram impedir a sessão que aprovou a emenda.

Mobilização
A categoria promete várias mobilizações durante essa semana. Na próxima segunda-feria (13), os professores vão participar de uma audiência de conciliação no Tribunal de Justiça do Ceará.

Acompanhe a matéria exibida no Jornal Jangadeiro










Ceará
Atualizado em: 08/06/2011 - 8:02 am


Ministro do Turismo, Pedro Novais, participa da solenidade de entrega dos certificados (Foto: Agência Câmara)

O governador Cid Gomes (PSB) entrega nesta quarta-feira (08), às 9h, no Centro de Convenções, certificados de conclusão de cursos de capacitação a mais de  de 5 mil profissionais e empresários do setor turístico da capital e de municípios cearenses. Acompanham a cerimônia o ministro do Turismo, Pedro Novais, e o secretário de Turismo do Estado, Bismarck Maia.

Na ocasião, o Ministro apresentará os resultados do Programa Bem Receber Copa, do Ministério do Turismo.

Cursos
Os cursos fazem parte do “Programa de Qualificação Profissional e Empresarial para o Turismo”, criado pelo Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria do Turismo (Setur). Os recursos envolvidos no programa são de R$ 9,5 milhões de reais oriundos do Ministério do Turismo, Banco Interamericano de Desenvolvimento (Prodetur NE II), e Governo do Estado.

Municípios
Ao todo, o programa pretende capacitar 10,9 mil profissionais e gestores dos municípios de Fortaleza, Aquiraz, Aracati, Beberibe,Cascavel, Fortim,Icapuí, Barbalha, Crato, Juazeiro do Norte, Nova Olinda, Santana do Cariri, Amontada, Caucaia, Cruz e Camocim (sede, Tatajuba e Maceió), Itapipoca (sede e Baleia), Itarema, Jijoca de Jericoacoara, São Gonçalo do Amarante, Paracuru, Paraipaba (sede e Lagoinha), Trairi (sede, Mundaú e Flecheiras) e Viçosa do Ceará.

Funções
Os profissionais foram capacitados nas funções de garçom, barman, maitre, camareira e arrumadeira, cozinheiro polivalente, capitão porteiro, aperfeiçoamento de guia turístico, padeiro e confeiteiro, chefe de cozinha, motorista de veículos turísticos, recepcionistas e agentes de turismo. Na área empresarial, estão sendo realizadas palestras e seminários “Qualidade Profissional” e “Excelência em Serviços”.

Vagas
Mais de 4 mil vagas continuam abertas nos 24 municípios onde os cursos, executados pelo Sebrae e Senac, acontecem. Esse programa é considerado um dos pilares da preparação do Ceará para a Copa 2014.

Serviço
Evento: entrega de certificados do Programa de Qualificação Profissional e Empresarial para o Turismo e anúncio dos resultados parciais do Programa Bem Receber Copa
Data: 8 de junho
Hora: 9h
Local: Centro de Convenções do Ceará

Curiosidade
O Ministro do Turismo, Pedro Novais Lima, é aquele que pagou motel com dinheiro da Câmara Federal.

Motel
Em 2010, o então deputado, pediu à Câmara o ressarcimento por despesas em um motel de São Luís (MA). Ele  apresentou uma nota fiscal de R$ 2.156,00 do Motel Caribe na prestação de contas da verba indenizatória de junho.

Apesar da polêmica, levantada antes mesmo de Pedro Novais tomar posse, o maranhese indicado pelo comando do PMDB e aliado do senador José Sarney (PMDB/AP), asumiu o cargo sem maiores problemas.










Fortaleza
Atualizado em: 07/06/2011 - 8:50 pm


Durante toda a terça-feira (07/06) professores da rede pública de ensino de Fortaleza e vereadores da capital viveram momentos de tensão em um debate acirrado. Em pauta a implantação do Piso Nacional da categoria.

Bloqueio
Na Câmara de Vereadores, os professores municipais, em greve há 42 dias, tentaram bloquear a entrada de parlamentares na Casa, numa estratégia para impedir a votação da matéria que trata do reajuste salarial e altera o regime de trabalho da categoria, mas que segundo os educadores, não atende as determinações da Lei do Piso Nacional doMagistério.

Leia também:
Audiência de conciliação é suspensa e reajuste dos professores entra na pauta da Câmara sem discussão com categoria
Luizianne diz que não vai ceder à pressão e faz um apelo aos professores em greve

Confusão
Em meio a protestos, um pelotão da Guarda Municipal usou bombas de gás lacrimogêneo, spray de pimenta e balas de borracha para conter a manifestação. Até um parlamentar foi agredido e um professor acabou sendo atropelado.

Veja na reportagem exibida no Jornal Jangadeiro com imagens de J.B.Menezes e apoio técnico de James Taylor.










Nacional
Atualizado em: 07/06/2011 - 8:38 pm


Senador Gleisi Hoffmann - Agência Senado

A senadora Gleisi Hoffmann aceitou o convite para assumir a Casa Civil da Presidência da República com a tarefa de priorizar a gestão dos projetos do governo. Em primeira entrevista coletiva, agora à noite, ela disse que a presidente Dilma Rousseff falou que a escolheu porque ela preenche esse perfil.

“A presidenta Dilma quer o funcionamento da Casa Civil voltado à área de gestão e ao acompanhamento de projetos e processos. Tive a oportunidade de trabalhar com ela em vários projetos quando fui diretora financeira de Itaipu. Ela era ministra de Minas e Energia. A presidenta disse que o meu perfil é o que ela quer na Casa Civil”, disse Gleisi.

Na defesa de Palocci
A nova ministra lamentou a saída de Antonio Palocci do cargo e defendeu o ex-ministro das acusações de tráfico de influência e enriquecimento ilícito. “Para nós também é um momento triste. Nós sabemos do relatório da Procuradoria-Geral da República, que colocou de maneira clara a situação do ministro, que não há nenhum problema. É uma pena. É um companheiro de partido e de caminhada.”

Gleisi foi diretora financeira de Itaipu Binacional por quatro anos e trabalhou na transição do primeiro governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ela é advogada e foi eleita no ano passado para seu primeiro mandato eletivo, como a primeira senadora do Paraná. No PT, faz parte da corrente “Construindo um Novo Brasil”.

Leia mais:
A Casa caiu: Palocci pede demissão
Aliados partem contra Palocci e PGR arquiva denúncia
Revista revela que imóvel alugado por Palocci está em nome de “laranja”
Presidente da Câmara suspende provisoriamente convocação de Palocci 

Da Agência Brasil