Greve
Atualizado em: 11/10/2012 - 5:49 am

Passado o primeiro turno das eleições, Polícia Federal retoma greve por tempo indeterminado. Foto: Divulgação

Policiais federais retornaram à greve por tempo indeterminado na quarta-feira (10). A paralisação já completa 66 dias, ultrapassando o tempo recorde decorrido na greve de 1994, que durou 64 dias. No Ceará a data foi marcada com uma manifestação em frente à sede da Superintendência Regional, onde foi servido um bolo temático.

Trégua
Durante as eleições, mesmo em greve, os servidores cumpriram o acordo firmado com a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Cármen Lúcia, de garantia do retorno dos trabalhos durante o período eleitoral. Dessa forma, a categoria acordou uma trégua, retomando as atividades de 1º a 9 de outubro.

Segundo turno
O segundo período de trégua vai acontecer na cidades com segundo turno. Em Fortaleza, a PF volta a operar com 100% dos servidores de 22 a 28 de outubro. De acordo com a PF, a greve não foi considerada ilegal e continua dentro dos limites estabelecidos pelo Superior Tribunal de Justiça.

Reivindicação
A categoria reivindica a reestruturação com a regulamentação, em lei, das funções exercidas pelos policiais federais. Atualmente, apesar de existir normatização exigindo nível superior para ingresso na Instituição, as atribuições são regidas por uma portaria do Ministério do Planejamento de 1989 em que se estabelece nível médio para o exercício das funções. Calcula-se que, por ano, cerca de 200 policiais federais deixam a PF por falta de perspectivas profissionais.

Com informações do Portal Jangadeiro Online



0 comentários







0 comentários
Topo | Home