Banheiros Fantasmas
Atualizado em: 20/06/2012 - 2:36 pm

O esquema de corrupção dos Banheiros Fantasmas envolve o presidente do BNB

Os responsáveis começam a ser identificados agora, mas a denúncia, do esquema dos Banheiros Fantasmas no município do Ipu, não é nova. Em julho de 2011, o Jornal Jangadeiro mostrou que o esquema de corrupção denunciado no Ipu segue a mesma lógica das associações fantasmas de Pindoretama, Chorozinho, Horizonte, Cascavel e Pacajus, no que ficou conhecido como  Escândalo dos Banheiros Fantasmas.

Leia também:
BNB envia esclarecimentos ao blog 
Vídeo: Denúncias de fraudes na construção de kits sanitários em 5 cidades 
Governo do Ceará financia esquema milionário de banheiros fantasmas     
Vídeo: Governo do Ceará pagou R$ 400 mil para construção de banheiros que não saíram do papel     

Rombo
Segundo o Ministério Público foram desviados cerca de três milhões de reais para a construção de 2.108 kits sanitários que a população do Ipu nunca viu.

O dinheiro, proveniente do Fecop e repassado pela Secretaria das Cidades, deveria ser destinado a construção das unidades sanitárias que, no entanto, não saíram do papel.

Acompanhe os detalhes:
Secretaria das Cidades também financiou banheiros fantasmas em Ipu   
Secretaria das Cidades e Prefeito de Ipu rebatem denúncias sobre fraude em kits sanitários

Jurandir
Na terça-feira (19), o procurador Geral de Justiça, Ricardo Machado, decidiu incluir o presidente do Banco do Nordeste, Jurandir Santiago, entre os investigados do escândalo dos Banheiros Fantasmas. Para a Procuradoria de Crimes contra a Administração Pública, Procap, do Ministério Público Estadual, já não existem dúvidas sobre a participação de Jurandir Santiago no esquema dos banheiros Fantasmas.

Leia mais:
Banheiros Fantasmas: Presidente do BNB pode ser denunciado; Prefeito continua foragido

Cheque
Reportagem do Jornal O Povo desta quarta-feira (20) revelou que parte do dinheiro que seria destinado à construção de kits sanitários no município de Ipu foi parar na conta de um posto de gasolina em Fortaleza, cujos sócios eram o atual presidente do Banco do Nordeste, Jurandir Santiago, a então mulher, Silvia Marta Rubens Bezerra, e o engenheiro civil do município de Ipu, Tácito Guimarães de Carvalho, preso na última sexta-feira (15).

Época
Na semana anterior, a revista Época havia mostrado o suposto desvio de 100 milhões de reais do BNB. O chefe de gabinete de Jurandir Santiago foi afastado do cargo. Agora, o próprio presidente do Banco entregou o cargo ao Ministro da Fazenda, Guido Mantega. A informação é extra-oficial mas foi confirmada por fontes ligadas a instituição.

Veja também:
Jurandir Santiago deixa a presidência do BNB após ser incluído no rol de investigados pelo MP no caso dos Banheiros Fantasmas



0 comentários







0 comentários
Topo | Home