Articulação
Atualizado em: 26/07/2013 - 9:06 am

O senador cearense, José Pimentel, também participou do encontro

O senador cearense, José Pimentel, também participou do encontro

Parte da bancada de senadores do PT esteve reunida, na quinta-feira (25), com as ministras Ideli Salvatti (Relações Institucionais) e Gleisi Hoffmann (Casa Civil) para traçar uma rota de atuação no Sendo após o “recesso branco” do Legislativo.

De olho nas insatisfações
Cientes de que a articulação com os aliados precisa melhorar, e diante de sucessivas reclamações dentro da base, as ministras prometeram tentar identificar as insatisfações dos governistas para tentar solucioná-las antes de votações consideradas prioritárias para o governo.

Estratégia
Os senadores petistas traçaram com Gleisi e Ideli uma espécie de “estratégia” para orientar o comportamento do PT no Senado e com aliados com o Planalto. A ideia é construir acordos que tenham apoio da maioria da Casa para evitar a rejeição de propostas consideradas essenciais ao Executivo.

Na avaliação dos governistas, não há diálogo com o Planalto antes das votações –o que na prática resulta em derrotas por falta de articulação.

Dilma faltou
Inicialmente, a bancada do PT se reuniria com a presidente Dilma Rousseff, mas ela desmarcou o encontro porque passou o dia sem compromisso oficiais, se recuperando de uma forte gripe. Dilma prometeu se reunir com a bancada do Senado na semana que vem, quando o Congresso retoma as atividades após o recesso.

Mudança no comando
Nos bastidores, Dilma articula substituir Ideli da coordenação política, mas não pretende fazer a troca enquanto for mantida a pressão de aliados, principalmente dos petistas, pela demissão da ministra. Dilma já transferiu para a Casa Civil a tarefa de acompanhar o atendimento das emendas parlamentares.

Com o rearranjo, a ministra Gleisi Hoffmann fica encarregada de cobrar dos demais ministérios a liberação de recursos em atendimento a emendas. E Ideli perde seu principal trunfo para negociação com deputados e senadores.

Ops!
Nem Gleise, nem Ideli. O problema é a presidente Dilma Rousseff. No Congresso, as críticas à atuação da ministra são diárias, mas muitos aliados atribuem a Dilma as decisões de não atender demandas de congressistas. Além de sofrer retaliações do principal aliado, o PMDB, Dilma também enfrenta resistências de outras siglas governistas por mudanças na maneira de dialogar com o Congresso.

Segundo semestre
No encontro com Gleisi e Ideli, as ministras também discutiram as votações do Congresso previstas para o segundo semestre. Estão em pauta propostas que podem trazer impactos para o governo, como a esperada derrubada de vetos da presidente Dilma depois que o Legislativo decidiu retomar a análise dos vetos –que há mais de dez anos se acumulavam sem votações.

Presentes
Apenas quatro dos 13 senadores petistas participaram do encontro, já que a maioria está fora de Brasília com o Congresso em recesso. Além de José Pimentel, participaram Ana Rita (PT-ES), Humberto Costa, (PT-PE) e o líder Wellington Dias (PT-PI).

Com informações do Folha Online



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.