Bastidores
Atualizado em: 07/02/2012 - 10:10 pm

O deputado Welington Landim (PSB), revelou, na sessão desta terça-feira (07/02) da Assembleia Legislativa, que o Hospital Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro do Norte, está sobrecarregado por conta do fechamento do Hospital Santo Inácio, gerenciado pela Prefeitura daquele município.

Segundo ele, a unidade dispunha de 140 leitos – sendo 10 de terapia intensiva –e oferecia serviços de clínica médica, clínica cirúrgica geral, cirurgia vascular, endoscopia e traumaortopedia há mais de três décadas. “A falta de planejamento deixou fechar”, disse.

Em números
Landim apresentou o balanço semestral do HRC, onde 92% dos 16.272 pacientes acolhidos na emergência declararam Juazeiro do Norte como município de residência. Do total de atendimentos, 40% poderiam ter sido feitos na rede secundária, de competência da gestão municipal. Os dados referem-se ao período de agosto a dezembro do ano passado.

Nas internações, 1.016 das 1.414 pessoas recebidas são de Juazeiro. A população da cidade também ocupou 695 dos leitos de clínica médica, 82% da traumaortopedia, 66% da cirurgia e 64% de UTI do HRC. “Essa emergência é de Juazeiro ou é do Cariri?”, indagou Welington, lembrando que a unidade foi projetada para atender a 40 cidades da Região.

Seis por meia dúzia
O parlamentar se disse preocupado com a possibilidade de outros hospitais serem fechados pelos prefeitos pelo fato de o HRC ser maior e mais bem equipado. “Se todos aderirem a essa moda, o esforço do Governo de dotar o Estado de uma estrutura melhor de nada servirá”, pontuou.

Acompanhe a entrevista com o deputado Wellington Landim:

Com informações da Agência de Notícias da AL



0 comentários







0 comentários
Topo | Home