Eleições 2014
Atualizado em: 29/07/2013 - 2:13 pm

O presidente do PPS, Roberto Freire, lamentou a decisão do PMN em nota

O presidente do PPS, Roberto Freire, lamentou a decisão do PMN em nota

O PMN desistiu de se fundir ao PPS e formar um novo partido, a Mobilização Democrática (MD). A legenda deveria abrigar José Serra (PSDB) como candidato a presidente em 2014, para fortalecer a oposição e facilitar um segundo turno contra a presidenta Dilma Rousseff. Em nota, o presidente do PPS, deputado Roberto Freire (SP), lamentou nesta segunda-feira (29) a decisão do PMN, tomada no domingo (28).

“Respeitamos a decisão soberana do PMN, mas reiteramos que a fusão entre os dois partidos representaria uma nova formação política que possibilitaria um maior protagonismo da oposição ao atual governo”, disse ele, em comunicado à imprensa. Freire é amigo de Serra e já disse que gostaria de vê-lo em seu partido disputando as eleições do ano que vem.

Serra
Serra está no PSDB, fechado para lançar o senador Aécio Neves (MG) como candidato ao Planalto em 2014. Com a criação da MD, ele poderia mudar se partido sem o risco de ser acusado de infidelidade partidária.

Busca
Apesar da desistência do PMN, Roberto Freire disse que continua a busca pelos ideais da natimorta MD. “A mobilização democrática do PPS não cessará e, ao contrário, se intensificará. O PPS segue seu caminho e permanece firme na luta por uma esquerda democrática forte e por uma oposição firme ao governo Lula-Dilma”, disse.

Com informações do Congresso em Foco



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.