Ceará, Greve
Atualizado em: 01/01/2012 - 1:15 pm

Familiares dos policiais acompanham a mobilização. Foto: Caroline Ribeiro

Os policiais e bombeiros militares, em greve desde a última quinta-feira (29), receberam uma nova proposta da parte do Governo do Ceará. Segundo o presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS), Flávio Sabino, foi oferecida a anistia aos envolvidos nas manifestações, mas a categoria ainda pede a negociação de outros quesitos reivindicados.

De acordo com Sabino, a proposta oferecida pelo Governo ainda é insuficiente. Os militares pedem também reajuste salarial, pagamento de horas extras e a realização de concursos para aumento do efetivo.

O presidente da ACS disse ao Portal Jangadeiro Online, que caso o governador Cid Gomes conceda a anistia e o aumento da remuneração, além do compromisso do prosseguimento das negociações, os policiais e bombeiros retomam as atividades imediatamente.

Acampamento
Cerca de 1.200 pessoas continuam acampadas na 6ª Companhia do 5º Batalhão de Polícia Militar, no bairro Antônio Bezerra, em Fortaleza. Pelos cálculos de Flávio Sabino, mais de 8 mil policiais podem ter aderido ao movimento em Fortaleza, Região Metropolitana e alguns municípios do interior.

Em Sobral, quase todos os policiais teriam aderido ao movimento. Segundo o presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS), apenas os militares que trabalham na segurança patrimonial ainda permanecem atuando.

Sociedade
Flávio Sabino agradeceu ao apoio da sociedade durante a greve. De acordo com ele, diversas pessoas estão visitando o acampamento montado e colaborando com doações de alimentos.

Leia mais:
Greve da PM: Cerca de 3 mil homens estão paralisados em todo Ceará
Cerca de 5 mil homens reforçam a segurança no Ceará

Governador decreta situação de emergência no Ceará

Redação Jangadeiro Online



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.