Jogo Rápido
Atualizado em: 30/07/2011 - 2:27 pm

Gabrielli não descarta aumento do preço da gasolina

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, afirmou que é impossível manter o preço da gasolina eternamente diferente das cotações do mercado internacional. Ele indicou, porém, que, devido à instabilidade do mercado, é preciso aguardar para que haja uma definição melhor de preços.

Gabrielli voltou a dizer que é necessário, a longo prazo, fazer uma adequação de preços, mas que isso depende de vários fatores.

“Se ficar acima do preço internacional muito tempo, os distribuidores buscarão o produto [no exterior] e as importações crescerão. Se ficar abaixo, alguns irão comprar e exportarão. [Mas é] impossível, do ponto de vista econômico, manter o preço descolado do mercado internacional se houve uma estabilização”, disse durante o balanço do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2), na sexta-feira (29), em Brasília.

Segundo Gabrielli, o governo tem acompanhado atentamente o preço da gasolina no mercado internacional e a redução da produção de etanol no mercado interno. Na última quarta-feira (27), ficou decidido que não haverá, por enquanto, alteração no percentual de etanol anidro adicionado à gasolina, que hoje é 25%, pois o mercado, na avaliação do governo, encontra-se estável, sem risco de desabastecimento.

Uma nova reunião está marcada para o dia 30 de agosto, para decidir se a mistura será alterada. Se houver alguma modificação, ela passará a valer a partir do final de setembro.

Com informações da Agência Brasil



0 comentários







0 comentários
Topo | Home