Economia, Primeiro Plano
Atualizado em: 14/12/2011 - 5:27 pm

Geraldo Luciano e Kézya Diniz no Primeiro Plano especial - Economia: Negócios e Perspectivas para 2012.

O jargão econômico faz uma distinção entre o mercado financeiro, foco das recentes crises globais, e a chamada economia real. O primeiro é conhecido pela movimentação nas bolsas de valores e negociações bancárias, enquanto o segundo se caracteriza pelo investimento de longo prazo em empresas e serviços.

E foi justamente com a visão de quem representa a economia real que o executivo do Grupo M.Dias Branco, Geraldo Luciano, conversou com a jornalista Kézya Diniz na segunda entrevista da nova série especial do programa Primeiro Plano, que aborda as perspectivas de negócios e da economia para 2012.

O programa foi ao ar nesta quarta-feira (14) no portal Jangadeiro Online e no canal 37 da Net. Já na TV Jangadeiro, o Primeiro Plano será exibido logo após o jornal do SBT. Para assistir ao programa na íntegra, clique aqui.

A crise
Em períodos de crise, economistas e estudiosos tentam medir os impactos das crises de liquidez – quando falta dinheiro para empréstimos bancários – no dia a dia das corporações de fabricam e vendem produtos e serviços que as pessoas consomem.

Para Geraldo Luciano, a crise que atinge os principais mercados do mundo terá reflexos no Brasil. No entanto, garante o executivo, os fundamentos da economia brasileira estão sólidos e conferem ao País uma posição estratégica. Ele acredita que a fragilidade de outras economias, especialmente as centrais, acabam fortalecendo as apostas – e os investimentos – nas economias emergentes.

O executivo chama atenção para a importância de valorizar a capacitação da mão de obra de base.

Falta mão de obra
Além de contar com um mercado interno forte, as empresas brasileiras trabalham com um ambiente econômico estável, afirma Geraldo Luciano. No entanto, existem obstáculos a serem enfrentados no curto prazo, especialmente a carência de uma mão de obra mais qualificada, apta a trabalhar com empresas que atuam em setores mais avançados.

Outro ponto que demanda cuidado especial, para o executivo, é o excesso de burocracia, que encarece a produção. “Não é só o valor que se paga de tributos, mas a quantidade de procedimentos, que exigem tempo e pessoal”.

Ceará e Pernambuco
Sobre a economia cearense, ele acredita que 2012 será um ano positivo, mas lembra que os investimentos prometidos na área de infraestrutura serão fundamentais para estabelecer as bases de um maior crescimento para o estado. Geraldo cita Pernambuco, “um canteiro de obras onde falta até pedreiro, de tanta construção”, como exemplo de planejamento.

“Não podemos desconsiderar um sentimento que o ex-presidente Lula tem com a sua terra natal. Mas os investimentos lá só foram possíveis graças ao trabalho de décadas feito no Porto de Suape. O Ceará segue o mesmo caminho, com o Porto do Pecém”.

Programa
Para falar sobre o cenário econômico e as perspectivas para os próximos anos, o Sistema Jangadeiro ouviu empresários e especialistas. O resultado desse trabalho você acompanha em uma série especial do Primeiro Plano. Serão três programas exibidos nos dias 13, 14 e 15 de Dezembro sempre às 15 horas no canal 37 da NET e no Portal Jangadeiro Online. NaTV Jangadeiro o programa, apresentado pela jornalista Kézya Diniz, vai ao ar logo após o jornal do SBT.

Veja ainda:
Joelmir Beting no Primeiro Plano: “Brasil vive um apagão logístico, institucional e moral”



0 comentários







0 comentários
Topo | Home