Agenda
Atualizado em: 18/08/2011 - 6:16 pm

Professores cobram a implantação imedidata da Lei do Piso Nacional do Magistério. Foto: Caroline Ribeiro

Os professores da rede pública estadual de ensino do Ceará confirmaram a realização de um ato público em frente ao Palácio da Abolição, no início da manhã desta sexta-feira (19).

A categoria está em greve desde o dia 5 de agosto. Na tarde da última terça-feira, os professores fizeram uma passeata “em defesa da Educação Pública e de Qualidade”.

De acordo com o sindicato APEOC, que representa a categoria, o movimento defende que a implantação da Lei Nacional do Piso Salarial, em todos os níveis salariais. Os professores consideram ainda que a proposta apresentada pelo governador Cid Gomes prevê uma readequação do Plano de Carreira dos Professores à Lei do Piso, o que, segundo os sindicalistas, não agrada a categoria.

Leia mais:
Professores de escolas públicas fazem paralisação nacional para cobrar cumprimento da Lei do Piso 
Professores da rede pública estadual decidem entrar em greve por tempo indeterminado 

Também está prevista, para a próxima segunda-feira (22), a realização de uma assembleia geral no ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza, para avaliar o movimento.



4 comentários







4 comentários
Topo | Home


JOÃO TELES | quinta-feira agosto 18 2011 | 18:19

Que Cid prepare, de novo, o Batalhão de Choque!

Eduardo | quinta-feira agosto 18 2011 | 18:37

Vejam só a situação: de um lado os professores, apoiados pelos estudantes e pelas comunidades, precisam entrar em greve para exigir o cumprimento de uma lei federal e evitar que sua carreira seja destruída pela proposta desastrosa do Governo. Por outro lado, esse mesmo Governo, depois de tentar bloquear a lei e perder no STF, tenta desvirtuar sua essência, encaminhando um projeto que não valoriza a formação dos educadores. E mais ainda: o Governo se nega à negociar, como se estivesse tratando com terroristas. O Governo parece “não lembrar” que o direito de greve é constitucional. Nota-se o quanto o Governo estadual não gosta de levar as leis em conta! E mais uma manifestação precisa ser realizada para tentar reverter tal situação. Será que o Governo pretende manter seu indiferentismo e seu autoritarismo? Veremos! E a sociedade está de olho!

Manoel | quinta-feira agosto 18 2011 | 20:23

O governo do Ceará foi um dos signatários da ADI 4.167 tentando derrubar a lei do piso dos professores . Em abril deste ano ele foi derrotado pelo STF, faltando ainda cumprir essa decisão. Os professores estão em greve esperando a decisão do governo, pois ele não pode está acima da lei, acima da decisão do STF, pois se assim for, como fica o ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO. A justiça do Ceará que sempre determina a ilegalidade de greve não pode ficar contra uma decisão do SUPREMO.

natalia | sexta-feira agosto 19 2011 | 11:51

espero q ele pague fassa alguma coisa q preste!!!