Fortaleza
Atualizado em: 15/08/2013 - 1:32 pm

Professores do ProJovem Trabalhador dizem que estão sem receber salários em Fortaleza

Professores do ProJovem Trabalhador dizem que estão sem receber salários em Fortaleza

Professores do ProJovem Trabalhador, contratados pela Prefeitura de Fortaleza, afirmam que estão sem receber salários. Representantes da categoria enviaram um relato ao blog Política com K para denunciar a situação. Eles cobram que a administração honre os compromissos efetuando o pagamento dos atrasados.

Acompanhe o relato:

“A Prefeitura de Fortaleza atrasou o pagamento dos educadores do ProJovem Trabalhador. Desde o mês de abril, os profissionais que deram cursos de capacitação e qualificação profissional em diversas escolas da cidade estão com os pagamentos atrasados. A responsabilidade é da Prefeitura, que deveria ter efetuado o pagamento e ainda não fez. 

Quando procuramos a instituição responsável por nos contratar e efetivar os pagamentos (ONG Centro de Pesquisa e Qualificação Tecnológica – CPQT, localizada na rua Padre Francisco Pinto, 33 , Benfica) somos informados que a responsabilidade é da Prefeitura, através da Secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome (SETRA).

A SETRA, por sua vez diz que não recebeu repasse do Ministério do Trabalho para nos pagar, e após esse jogo de empurra empurra o tempo está passando, já cumprimos toda nossa carga horária de aulas e concluímos o serviço, mas continuamos sem receber os pagamentos. São cerca de 100 profissionais nessa situação. Será que eles vão pagar os juros das nossas contas, por conta do atraso? Triste situação!

Após tanta demora, o secretário executivo da SETRA, Iraguassu Filho, se comprometeu a resolver o problema até o dia 30 de julho, mas até agora nada. O Vereador Ronivaldo Maia se dispôs a mediar a situação e ajudar a solucionar o caso, mas não tivemos absolutamente nada de concreto. Lamentável!”

O texto é assinado por um educador do ProJovem Trabalhador Fortaleza que, temendo uma possível represália, pediu para ter sua identidade preservada.



2 comentários







2 comentários
Topo | Home


Carlos Almeida | quinta-feira agosto 15 2013 | 23:19

Tambem estou na mesma situacao. A Coordenadoria de Juventude ate agora nao pagou nosso salario do mês passado, do Projovem urbano. Esse secretario Elcio Batista é muito fraquinho, nunca vi tanta incompetência junta. Sinceramente nao sei oq a prefeitura de Fortaleza e o prefeito Roberto Claudio tem contra o Projovem.

Anônimo | terça-feira agosto 20 2013 | 09:58

Seria interessante que o Ministério do Trabalho e Emprego se pronunciasse sobre este caso, haja vista que esta instituição foi criada justamente com o objetivo de promover e assegurar os direitos trabalhistas do povo brasileiro.






You must be logged in to post a comment.