Greve
Atualizado em: 03/11/2011 - 7:24 pm

Desde a suspensão da greve, no dia 7 de outubro, governo e professores tentam negociar as reivindicações da categoria. Foto: Divulgação

Professores da rede pública estadual participam de reunião, na manhã desta sexta-feira (4),  com representantes do governo, na sede da secretaria de Educação do Estado. O encontro está marcado para às 9 horas e “não tem hora para acabar”, segundo o presidente do Sindicato Apeoc, professor Anízio Melo.

A expectativa é que o governo apresente uma proposta “concreta” que deverá ser discutida durante audiência com os professores. 

Com MP e OAB
Além de representantes do Sindicato dos Professores e Servidores do Ceará (APEOC)  e do governo do Estado, participam do encontro, integrantes do Ministério Público e da Ordem dos Advogados do Brasil.

Desta nova rodada de negociações, deverá sair um documento que será definitivamente apresentado à categoria até o dia 10 de Novembro. 

Assembleia
Já no dia 11 de Novembro, os professores realizam assembleia geral para decidir se aceitam ou não a proposta do governo. Caso não seja cheguem a um consenso, o movimento grevista corre o risco de ser retomado com a volta da greve, que está apenas suspensa.

Leia mais:
Professores da rede estadual protestam pedindo greve imediata 
Professores do Estado se reúnem para avaliar negociações 
Professores realizam plenária para discutir negociações 
Professores voltam as aulas após 63 dias de greve 

Reivindicações
Na pauta na nova rodada de negociações estão, entre outros pontos: o ganho real para toda a carreira; a valorização dos profissionais com pós-graduação; a implementação de um terço de hora para atividades extra-classe a partir de 2012; a realização de concurso público; descompressão da carreira; o retorno da gratificação de incentivo profissional. 

De acordo com o Sindicato da categoria, a continuidade das aulas agora depende de resultados concretos obtidos durante o encontro com o Governo do Estado. Segundo a professora Penha Alencar, diretora do Sindicato dos Professores e Servidores do Ceará (APEOC), o Governo já apresentou uma tabela de readequação do Plano de Cargos e Carreiras que também será discutida durante a reunião.

Suspensa
Após assembleia realizada no dia 7 de outubro, o Sindicato dos Professores e Servidores do Ceará (APEOC) decidiu suspender a paralisação que já durava 63 dias, por trinta dias. A votação foi acirradas e houve princípio de tumulto. Alguns dos manifestantes se mostraram contra a decisão e acusaram o presidente da APEOC, Anízio Melo, de “traidor”, “vendido” e “pelego”.



0 comentários







0 comentários
Topo | Home