Pesquisa
Atualizado em: 29/06/2013 - 6:22 pm

Resposta de Dilma para resultado de pesquisa é trabalhar mais, diz ministro

Resposta de Dilma para resultado de pesquisa é trabalhar mais, diz ministro

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse que o resultado da pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (29), apontando queda de popularidade do governo após a onda de protestos no país, foi recebido com “tranquilidade”. Segundo ele, a presidente Dilma Rousseff considera que o “remédio” é dialogar com a sociedade e seguir trabalhando para dar respostas às reivindicações apresentadas pela população.

Pesquisa
De acordo com o Datafolha, o governo alcançou 30% de aprovação – soma de ótimo e bom – o patamar mais baixo de avaliação desde o início do mandato. Na pesquisa anterior do mesmo instituto, divulgada em 10 de junho, o governo Dilma Rousseff alcançou 57%. Os números divulgados hoje indicam queda de 27% em três semanas, período que coincide com o ápice dos protestos.

Leia aqui:
Datafolha: Popularidade de Dilma cai 27 pontos após protestos

“A presidenta está muito tranquila. Ela reconhece que tem uma mudança e acha que a receita, o remédio para isso é trabalharmos bastante. Já estamos trabalhando para entender mais pontos relativos às mobilizações populares e dar resposta, dar solução quando tiver, ou dizer que não tem solução, quando não tem. É uma avaliação de tranquilidade, mas de continuar trabalhando”, disse Bernardo, após se reunir com a presidente Dilma Rousseff no Palácio da Alvorada.

Confiança
Questionado se o governo tem confiança em reverter o quadro refletido pela pesquisa, Paulo Bernardo respondeu que apenas o povo pode mudar esse resultado, e o governo irá trabalhar para isso. “Quem vai reverter ou não a pesquisa é o povo, a pesquisa reflete um momento e precisamos reconhecer quando há problemas, e precisamos trabalhar mais duramente, dialogando com a sociedade, e isso pode ajudar a reverter a pesquisa. É uma avaliação de tranquilidade, mas de continuar trabalhando”, disse o ministro.

Com informações da Agência Brasil



Comment closed







Comment closed
Topo | Home


Comments are closed.