Protesto
Atualizado em: 15/08/2013 - 3:14 pm

RJ: Vereadores são hostilizados com tapas e ovos na saída da Câmara. Foto: Reprodução do Facebook

RJ: Vereadores são hostilizados com tapas e ovos na saída da Câmara. Foto: Reprodução do Facebook

Mesmo escoltados por seguranças e policiais militares, os vereadores Professor Uóston e Chiquinho Brazão, ambos do PMDB, foram hostilizados e agredidos com tapas e ovos arremessados por manifestantes ao deixarem pelos fundos o prédio da Câmara dos Vereadores, no final da manhã desta quinta-feira (15).

Ovos
Relator da CPI dos Ônibus, o vereador Professor Uóston foi atingido por pelo menos dois ovos nas costas. No mesmo momento, seguranças revidaram com socos e empurrões contra os manifestantes.

Tapas
Presidente da comissão, Chiquinho Brazão foi cercado por ativistas, que tentaram agredi-lo com tapas. Houve corre-corre e gritaria. Os dois vereadores conseguiram embarcar em táxis na rua do Passeio, próximo à Câmara.

Os manifestantes gritavam palavras de ordem: “ladrões”, “essa Casa é nossa”. A PM tentou localizar os agressores, mas eles fugiram.

CPI dos Ônibus
Na manhã desta quinta, vereadores realizaram a primeira sessão da CPI dos Ônibus. A reunião começou tumultuada com um dos cinco vereadores da comissão, Eliomar Coelho (PSOL), abandonando o local após tentar se pronunciar contra a formação da comissão.

Desde o início da manhã, a Câmara dos Vereadores está cercada por Policiais Militares. Do lado de fora, manifestantes protestam contra a composição da CPI, que é formada na sua maioria por vereadores que votaram contra a criação da própria Comissão Parlamentar de Inquérito. Os manifestantes protestam contra a composição da CPI.

Acampados
Um grupo de 50 manifestantes ocupou o interior do prédio na sexta-feira (9) e ao menos nove pessoas permanecem acampadas no plenário da Casa na praça da Cinelândia, no centro do Rio.

Com informações da Folha.com



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.