Articulação, Bastidores
Atualizado em: 27/09/2011 - 10:26 am

Vereador Salmito Filho anunciou que se desfiliou ao PT

O vereador Salmito Filho anunciou, na manhã desta terça-feira (27), a desfiliação do Partido dos Trabalhadores (PT), após mais de 20 anos de militância. O motivo, segundo o parlamentar, é a “falta de espaço” para discutir propostas e a “perseguição” da prefeita Luizianne Lins (PT).

Questionado sobre as desavenças com a prefeita Luizianne Lins, Salmito afirmou que esse é um dos principais fatores da saída dele do PT. Segundo o vereador, ele vinha sendo perseguido há três anos pela prefeita Luizianne Lins, que é a atual presidente do partido no Ceará.

Essa perseguição começou há três anos e culminou na eleição da Mesa Diretora“, declarou Salmito ao se referir à eleição do vereador Acrísio Senna (PT) à presidência da Câmara Municipal para o biênio 2011-2012.  “Eu não preciso ficar repetindo o fato. Todo mundo sabe o que aconteceu. Toda a imprensa noticiou essa perseguição“, completou.

Destino
Salmito Filho confirmou que vai se filiar ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), o mesmo do governador Cid Gomes, do irmão dele, o ex-deputado federal Ciro Gomes, e do presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado Roberto Cláudio.

O presidente do PSB em Fortaleza, Karlo Kardozo, acompanhou o discurso de Salmito e declarou que a vinda do vereador ao partido faz parte do processo de renovação do PSB na Capital cearense.

Segunda desfiliação
Este já é o segundo petista que deixa o partido só este ano. Em agosto, o ex-vereador e médico José Maria Pontes oficializou a desfiliação do quadro do PT, após quase 20 anos no partido.

Histórico
Salmito Filho estava filiado ao PT desde 1993. Ele elegeu-se vereador de Fortaleza pela primeira vez em 2004. Nos anos de 2005 e 2006, foi líder da bancada do PT na Câmara. Em 2008, foi reeleito para o segundo mandato como vereador.

Em 2009, foi escolhido presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Fortaleza para o biênio 2009-2010, perdendo o cargo em seguida para o vereador Acrísio Sena (PT), que assumiu como presidente da Câmara para o biênio 2011-2012.

Assiata à matéria exibida no Jornal Jangadeiro – 1ª Edição desta terça-feira (27):



1 comentário







1 comentário
Topo | Home


Gerúsia Cavalcante | terça-feira setembro 27 2011 | 15:07

Não surpreende ninguém. Salmito se diz vítima de Luizianne Lins, mas poucos lembram que ele desrespeitou um acordo interno do PT para a eleição a presidência da Câmara Municipal em 2009, se lançou candidato e comprou a briga. O troco veio com Acrísio em 2011. É melhor mesmo que o PT deixe de ter um político que não respeita sequer as decisões tomadas pelo partido.