Nacional
Atualizado em: 06/05/2011 - 2:22 pm

Manifestantes ocupam o Ministério das Cidades, em Brasília. Foto: Agência Brasil

Um grupo de 150 trabalhadores sem teto de 18 estados do país ocupa desde às 9 horas, desta sexta-feira (06), a entrada do prédio do Ministério das Cidades, em Brasília (DF), impedindo a entrada de servidores e visitantes.

Segundo representantes do movimento Resistência Urbana – entidade que reúne organizações sociais de luta por moradia de todo o país -, a ocupação foi a forma encontrada para cobrar do governo federal respostas às reivindicações apresentadas pelo grupo em setembro do ano passado.

Reivindicações
Além de pedir a construção de moradias populares e a destinação de mais recursos do programa federal Minha Casa, Minha Vida para as entidades sociais, o grupo pede uma solução para conter o que classificam como uma onda de despejos

“Em geral, eles estão pedindo que o Ministério das Cidades e o governo federal participem como intermediadores em questões de conflitos fundiários e de realocação de famílias, questões em que devemos observar o pacto federativo pois há muitas atribuições que são de competência dos estados e municípios”, disse a secretária executiva do Conselho das Cidades, Marta Morosini, à reportagem da Agência Brasil.

Negociações
De acordo com a secretária, o ministério só irá comentar o encaminhamento das propostas ao fim da reunião. “Estamos tomando conhecimento do teor da pauta agora. Vamos analisar cada ponto e, na medida do possível, apresentar uma forma de atender às reivindicações”, disse Marta.

Com a Agência Brasil.



0 comentários







0 comentários
Topo | Home