Em Brasília
Atualizado em: 29/01/2019 - 1:29 pm

Senado terá CPI para investigar causas da tragédia em Brumadinho. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Após o rompimento da barragem, o Senado Federal deverá instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as causas do acidente, de modo a evitar novas catástrofes. A instalação da Comissão está prevista para acontecer logo após o início dos trabalhos do Congresso Nacional, na próxima sexta-feira (1º).

A informação foi divulgada pelo senador Otto Alencar (PSD-BA). Segundo ele, já existe acordo para reunir o mínimo de assinaturas necessário (27) para pedir a instalação de uma CPI.

De acordo com o parlamentar, a Vale dominou Minas Gerais, tornando o Estado “refém e manipulado na concessão de laudos técnicos” para construção dessas barragens. Ele lembra o desastre de Mariana (MG), que vitimou 19 pessoas em novembro de 2015, e alertou que, além de ceifar vidas, desastres desse tipo destroem o meio ambiente e comprometem a qualidade da água, ameaçando o abastecimento.

Reuniões
Em viagem a Brumadinho, no final de semana, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) participou de reuniões com ambientalistas e com o Ministério Público Federal de Minas Gerais. Além de avaliar a situação, o senador buscou apoio para um projeto de lei de sua autoria (PLS 22/2016) que torna hediondo crime ambiental com resultado de morte.

E ainda
Randolfe declarou que apoia a instalação da CPI no Senado, e afirmou que a proposta inicial será uma comissão mista, com participação da Câmara e do Senado, para investigar a atuação das mineradoras e avaliar os riscos de novos acidentes em outros locais. O senador apontou que há mais de mil barragens de rejeitos de minérios cadastradas no Brasil. Mas alertou que a situação em Minas Gerais é ainda mais perigosa.



Comment closed







Comment closed
Topo | Home


Comments are closed.