Greve
Atualizado em: 03/08/2011 - 1:29 pm

Negociações não avançam e professores entram em greve nesta sexta-feira

A Coluna tem recebido vários comentários e e-mails de educadores do Estado pedindo a divulgação dos motivos elencados pela categoria para explicar a greve dos professores da Educação Básica no ensino público do Ceará.

Destaco abaixo alguns trechos da nota oficial do sindicato APEOC, que representa a categoria. 

No documento o sindicato afirma:

“- Que a Lei 11.738, de 16 de julho de 2008, que estabeleceu o Piso Salarial Nacional dos Professores determina o vencimento inicial para todos os professores do Brasil;

– Que os governadores do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e do Ceará questionaram junto ao STF a constitucionalidade da Lei, sendo o Cid Ferreira o único governador do Norte, Nordeste e Sudeste que assinou a referida ADIN;

– Que o Supremo Tribunal Federal em julgamento, neste ano, julgou a Lei TOTALMENTE CONSTITUCIONAL;

. Que o Senhor Governador apresentou na última 5ª feira, dia 28-07-2011, seu posicionamento de enviar à Assembléia Legislativa proposta de implantação do piso salarial que retira direitos dos professores garantidos desde 1993, acarretando, desta forma, o fim das negociações com a categoria”.

Para ler o documento na íntegra, clique aqui.



1 comentário







1 comentário
Topo | Home


Ronaldo | segunda-feira setembro 12 2011 | 08:46

Aonde estão os comentários dos professores, mostrando a INDIGNAÇÃO necessária em relação a essa M. de política da Educação.