Bastidores
Atualizado em: 18/05/2011 - 4:29 pm

O Ministério Público do Ceará realizou na terça-feira (17) uma operação para descobrir fraudes em licitações realizadas em prefeituras do Estado. O trabalho resultou na prisão de dois sobrinhos do presidente do TCE, Teodorico Menezes.

Prisão
Daniel Costa Menezes e Lúcio José Menezes Neto foram presos durante a operação. A dupla é acusada de fraudar licitações em prefeituras de vários municípios do Ceará. A irregularidade era feita, preferencialmente, em contratos de aluguéis de carros.

Sobrinhos
Os acusados são sobrinhos do presidente do Tribunal de Contas do Estado, Teodorico Menezes. 

Sem contato
As assessorias do TCE e do Ministério Público afirmam que Teodorico não tinha contato com os sobrinhos.

Os dois foram levados para a Delegacia de Capturas, no Centro da capital.



1 comentário







1 comentário
Topo | Home


Adriano Lopes | quarta-feira maio 18 2011 | 16:38

Vejo que a história se repete. Olha a notícia de 24 de novembro de 2010 “Os três sobrinhos do ex-governador do Amapá Waldez Goés (PDT) foram soltos, na manhã desta quarta-feira, do presídio da Papuda, em Brasília. Jardel Góes, Hugo Góes e Humberto Góes estavam presos, desde o início do mês, por suspeita em envolvimento em fraudes em licitação pública no Amapá.” .
Questão de dias para acabar em pizza.