Congresso
Atualizado em: 09/11/2011 - 9:22 am

O Tribunal de Contas da União recomendou ao Congresso Nacional que 26 obras do governo federal sejam paralisadas, entre as quais a refinaria Abreu e Lima, da Petrobras, em Pernambuco. A informação é do jornal Folha de S.Paulo.

Das obras reprovadas, que juntas somam R$ 23 bilhões, 18 são do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). O motivo para o pedido de paralisar os empreendimentos foi a constatação de irregularidades graves, especialmente indícios de valores excessivos nos projetos analisados pelo Tribunal.

Relatório
O relatório foi levado ao Congresso, que fará audiências públicas para que os responsáveis pelas obras se justifiquem. Se os congressistas ficarem satisfeitos, liberam a execução dos projetos. Segundo a Folha, o número de empreendimentos com suspensão de pagamentos sugerida é o menor já registrado em 15 anos.

Refinaria
Sobre a refinaria Abreu e Lima, em 2009, o TCU já havia relatado problemas graves no projeto, mas o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva vetou a paralisação. Em 2010, novos contratos tiveram problemas, mas o Congresso liberou as obras. Agora, a suspeita é de exista sobrepreço em contratos de R$ 650 milhões. A Petrobras alega diferenças nos métodos de cálculo dela e do órgão.

Comento
Enquanto em Pernambuco o problema é controlar os investimentos realizados pela Petrobras, por aqui a questão é saber quando, ou se, afinal, a prometida refinaria do Ceará vai sair do papel.



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.