Bastidores, Nacional
Atualizado em: 11/03/2012 - 6:58 pm

Da coluna Radar on-line, assinada por Lauro Jardim, da Veja:

Dilma Rousseff tem horror de ser interrompida enquanto fala. Disso sabem bem os que a rodeiam — e deveriam saber todos que lidam com ela.

No mês passado, durante uma visita a Juazeiro do Norte (CE), Cid Gomes se esqueceu dessa particularidade da presidente. Numa reunião em que estava também o colega Eduardo Campos, Cid cortou a fala de Dilma para reclamar a falta de verbas.

Dedo em riste, uma irritada Dilma reagiu levantando o tom de voz. Cid não baixou a cabeça. Mandou um “não fale assim com um governador de estado” e deixou a sala no ato.

Foi preciso que o bombeiro Eduardo Campos saísse da sala e convencesse Cid a voltar e selar a paz com a presidente. Assim foi feito.

Ciro fala sobre a discussão
O ex-deputado Ciro Gomes, irmão de Cid Gomes, comentou o assunto durante entrevista no início do mês. Ciro relatou o que aconteceu e disse que “não foi propriamente um desentendimento”. O socialista ainda amenizou o clima da discussão afirmando que Dilma é uma “querida” dele e do governador do Ceará.

“Além de ser nossa excelentíssima senhora presidenta, [Dilma] é uma querida nossa”, enfatizou Ciro

Acompanhe a entrevista com Ciro Gomes:



1 comentário







1 comentário
Topo | Home


Comunidade Unidas | segunda-feira março 12 2012 | 23:35

Eles os Ferreiras Gomes sabem onde pisam!