Greve
Atualizado em: 10/09/2012 - 11:05 am

Servidores dos Correios decidem nesta segunda se entram em greve

Os trabalhores dos Correios podem paralisar as atividades a partir da meia-noite de terça-feira (11). Com a greve, os serviços de entrega de correspondências e encomendas feitos pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) serão prejudicados.

A categoria no Ceará decide em assembleia na noite desta segunda-feira (10) se adere ou não ao movimento grevista. No dia 13 de setembro do ano passado, os trabalhadores também iniciaram uma greve que durou 28 dias.

Sem entregas
De acordo com a coordenadora do Sindicado dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos e Similiares do Estado do Ceará (Sintect-CE), Lourdinha Félix, a paralisação vai prejudicar toda a entrega no Ceará e as agências também vão deixar de funcionar durante o período. “Toda a entrega vai parar e a intenção é que as agências também não funcionem, pois queremos chamar a atenção para a falta de segurança no trabalho dos carteiros, motoristas e funcionários que atuam nessas agências”, diz.

Reajuste salarial
Lourdes explicou que a assembleia quer analisar a proposta de reajuste salarial feita pela diretoria da ECT, que elevou o percentual de 3% para 5,2%. Contudo, ela duvida que a categoria aceite esses valores. “Além de estar longe do que a gente quer, a ECT pretende alterar algumas regras do nosso plano de saúde e muita gente não vai aceitar isso”, lembra.

O comando nacional de negociação da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect) reivindica um reajuste de 43,7%, R$ 200 de aumento linear e piso salarial de R$ 2,5 mil. A direção da ECT diz que tanto a proposta da Fentect como a dos sindicatos dissidentes são “inviáveis”. A empresa alega ainda que, nos últimos nove anos, a maior parte dos trabalhadores dos Correios teve 138% de reajuste salarial, o que incluiria 35% de aumento real.

Com informações do Jangadeiro Online



0 comentários







0 comentários
Topo | Home