Jogo Rápido
Atualizado em: 29/12/2017 - 10:00 am

.

.

Gente querida que acompanha o blog Política com K, primeiro gostaria de agradecer a cada um de vocês pela companhia dos últimos anos. Depois, informo a vocês que nos próximos dias devo reduzir o ritmo das postagens.

Com desafios que ainda se apresentam para o nosso País e de olho nas informações sobre os rumos da nossa política, optei por “fatiar” o meu “recesso” neste final de ano em dois breves períodos. O primeiro foi no Natal. O segundo, no Réveillon. A partir de hoje, darei um tempo nas postagens por aqui, retornando na próxima terça-feira (02).

Será um descanso rápido para as festas de fim de ano, mas sem esquecer das questões que afligem nossa sociedade. É tempo de refletir sobre os destinos do País. O que podemos esperar da economia? Quais os estragos que a crise financeira ainda vai fazer? Como seremos afetados em terras cearenses?

Quantos esquemas de corrupção serão descobertos? Quantos políticos serão presos ou cassados? Qual será o ritmo das obras e projetos tocados com dinheiro público em um ano de ajustes fiscais? São muitos os questionamentos.

O ano de 2017 foi, sem dúvida, um ano de grandes disputas. Que venha 2018! E, aqui, reafirmo o compromisso com o amigo leitor em estar atenta aos desdobramentos para repassar todas as informações para os que acompanham o blog.

Nas redes
Como vocês bem sabem, eu não costumo ficar alheia diante de uma boa notícia. Portanto, fiquem certos de que estarei atenta para voltar aqui a qualquer momento. Quando acontecer, aviso pelo twitter (@Kdiniz) e pelo Facebook (https://www.facebook.com/kezya.diniz).

Volto ao ritmo normal (ao meu ritmo normal) das postagens ainda no dia 02 de janeiro. Até lá, sugiro, aos que estiverem com um tempinho a mais, que aproveitem para ler posts que acabaram ficando pelo caminho.

E por falar em voltar no tempo, deixo aqui, como costumo fazer em períodos de pausa, a resposta para um dúvida frequente dos leitores mais novos:

Por que “Política com K”?

Ao buscarmos o nome para esta coluna, nos deparamos com uma dúvida: qual título poderia representar a junção de pensamentos e o misto de notícia e opinião que pretendemos dar a este espaço? Encontramos a resposta no dicionário: PolitiKá.

A Política “com K” é muito mais do que a referência óbvia da relação entre o assunto abordado aqui e a colunista. Do grego, Politiká (escrito assim, com K e acento no A) remete a “assuntos políticos”. E o político (personagem frequente desta coluna), chamado na Grécia antiga de politikós, tem em seu significado o que é “relativo aos cidadãos”.

O propósito desta coluna é levar ao leitor os diversos discursos e ações desse universo, com ênfase na política local e seus desdobramentos na conjuntura nacional.

O compromisso é ir além da notícia, revelando as informações que estão por trás do declaratório. As motivações, encontros e desencontros dos bastidores, os conflitos de interesses, a disputa pelo poder de modo que a prática política possa ser confrontada com a missão primeira de garantir o bem comum.

É uma forma de ver os contrastes entre o real e o ideal, assumindo a postura de cobrar que o interesse público prevaleça. Não se trata de um fiscal da moralidade, do que é certo ou errado, mas apenas um espaço para lembrar que a política está acima dos políticos e vai muito além dos gabinetes.

Em suma, o compromisso com a informação e com o debate honesto, aberto à colaboração de convidados que irão oferecer as diferentes interpretações e avaliações sobre mundo político.

Até terça!



0 comentários







0 comentários
Topo | Home