Polêmica
Atualizado em: 13/07/2013 - 10:08 am

Uso de jato da FAB por autoridades cresce 39% no governo Dilma, diz jornal

Uso de jato da FAB por autoridades cresce 39% no governo Dilma, diz jornal

Somente no primeiro semestre deste ano autoridades federais fizeram 1.664 solicitações de uso de aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB), um aumento de quase 39% em relação aos pedidos feitos no primeiro semestre do governo Dilma Rousseff, em 2011. Em média, nove autoridades decolaram por dia em jatinhos oficiais de janeiro a junho, segundo levantamento do jornal O Estado de S. Paulo.

Incluindo carona
Os políticos fazem solicitações individuais, mas pode haver compartilhamento de voo. Os aviões levaram em seis meses chefes de 42 órgãos públicos federais e seu staff, além de possíveis caronas.

Mais
A relação das viagens do primeiro semestre, fornecida pela FAB ao Estado, revela o uso cada vez mais frequente da frota oficial por autoridades no governo Dilma Rousseff. De janeiro a junho de 2013, a média diária de solicitações foi maior que no mesmo período em 2011 (6,6) e em 2012 (8). Em 2011, foram 1.201 solicitações no período. No ano passado, 1.471.

Não raro, as autoridades decolam para cumprir agendas oficiais casadas a compromissos partidários ou privados.

Oi?
Esses dados terão de ser enviados em 30 dias ao Senado, que aprovou pedido de explicações sobre o uso da esquadrilha da FAB a partir de 2010. Mas a Aeronáutica adianta que a relação de caronas em cada viagem não será revelada. A justificativa é que a lista de passageiros é descartada depois da chegada do avião ao destino.

Autoridades cumprem as normas, afirma Planalto
A Secretaria de Comunicação Social da Presidência informou que os voos em aeronaves oficiais cumprem as normas do decreto. inclusive havendo, compartilhamento de viagens entre as autoridades “sempre que suas agendas permitirem”. “Os voos também são utilizados para fins de treinamento de pilotos da FAB, que precisam cumprir cotas periódicas de voo”, destacou a Secom.

Tudo ok?
O Planalto considera que as regras para uso das aeronaves da FAB, que constam no decreta 4.244/2002, são claras e não precisam ser alteradas. O texto permite a decolagem em apenas três circunstâncias: motivo de segurança e emergência médica, em viagens a serviço e deslocamentos para o local de residência permanente. O que o governo cogita é a possibilidade de dar mais transparência aos voos, obrigando as autoridades a divulgarem as datas das viagens, motivos e caronas.

Leia aqui:
Renan volta atrás e diz que vai devolver dinheiro por usar avião da FAB
Até ele?! Joaquim Barbosa também usou dinheiro público para viagem particular
Depois da Carona: Presidente da Câmara pretende reembolsar a União em R$ 9.700 por uso de avião da FAB
“Caroninha”: Presidente da Câmara usa avião da FAB para levar noiva e parentes ao Maracanã

Transparência
Na próxima semana, o Ministério da Defesa deverá tornar públicas as informações referentes ao uso de aeronaves. O assunto já foi debatido em reunião entre os ministros da Defesa, Celso Amorim, e da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage. A CGU disse que mudanças no decreto estão sob análise do governo.

Com informações de O Estado de S. Paulo



0 comentários







0 comentários
Topo | Home




You must be logged in to post a comment.