Câmara Municipal Fortaleza

Acrísio desiste e Adelmo representa bloco PR/PT na eleição pela presidência da Câmara de Fortaleza

O vereador Adelmo Martins vai representar bloco PR/PT na eleição pela presidência da Câmara de Fortaleza. O grupo aposta na insatisfação dos parlamentares em ralação a Walter Cavalcante para levar a melhor na disputa. Foto: CMFor

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Acrísio Sena (PT), desistiu de concorrer à reeleição da Mesa Diretora e agora vai apoiar a candidatura do vereador do PR, Adelmo Martins, na eleição marcada para o dia 1º de janeiro de 2013. O republicano vai disputar a presidência contra os vereadores João Alfredo (Psol) e Walter Cavalcante (PMDB).

Favorito
Até agora, o favorito para a disputa é o vereador do PMDB, Walter Cavalcante, que já garantiu o apoio da maior parte dos parlamentares. No dia 15 de dezembro, um grupo de 24 vereadores, que vão formar a composição da Câmara a partir de 2013, acompanhou o anúncio oficial da composição de uma das chapas que vão disputar a Mesa Diretora.

Na ocasião, os parlamentares reafirmaram apoio à candidatura de Walter Cavalcante. O peemedebista, no entanto, afirma que a aliança inclui 34, dos 43 vereadores eleitos, e que representam 16 partidos.

Leia aqui:
Sem o PT, Walter Cavalcante anuncia composição da Mesa Diretora na Câmara de Fortaleza

Bloco dos insatisfeitos
O bloco formado por PT e PR aposta na insatisfação dos demais parlamentares, inclusive dos vereadores ligados a Walter Cavalcante, quanto a divisão dos espaços na Mesa Diretora e nas Comissões Técnicas que, segundo Adelmo Martins, não estaria seguindo o critério da proporcionalidade na representação dos partidos que formam a Câmara de Fortaleza.

Leia ainda:
PMDB, PSC e PT garantem maiores bancadas na Câmara de Vereadores de Fortaleza

Proporcionalidade
A insantisfação sobre a falta de compromisso com a proporcionalidade já havia sido manifestada publicamente por Adelmo Martins e Adail Júnior (PV) na sessão da Câmara do dia 13 de janeiro. Na ocasião, Adail Júnior, que apoia a candidatura de Walter Cavalcante se rebelou e admitiu o impasse na composição da Mesa e das comissões técnicas.

“Não pode um partido menor, que tem um número menor de vereadores ficar com uma comissão importante só porque faz parte do grupo. Tem que ser observado a representação dos partidos na Câmara”, defendeu Adail.

Saiba mais:
“Eu não sou boneco não!” – Vereador se rebela e questiona articulação para presidência da Câmara

Independência
O discurso, no entanto, é de “independência”. Representantes do bloco PT/PR afirmam que a candidatura não é de oposição ao prefeito Roberto Cláudio e sim para marcar a independência do Pode Legislativo.

O vereador João Alfredo (Psol) também decidiu lançar candidatura para marcar posição. O parlamentar alerta que a interferência do futuro prefeito na eleição da Câmara pode transformar o Poder Legislativo de Fortaleza em uma “secretaria para assuntos legislativos”.

Tá chegando
A eleição da Câmara está marcada para o dia 1° de janeiro de 2013, às 17h, logo após a posse dos 43 vereadores eleitos para a composição do legislativo de Fortaleza pelos próximos quatro anos.


Curtir: