Mensalão

Advogado de Roberto Jefferson acusa Lula de ser mandante do mensalão

Advogado de Roberto Jefferson acusa Lula de ser mandante do mensalão

O advogado do ex-deputado federal e presidente do PTB, Roberto Jefferson, disse durante sessão de julgamento do mensalão nesta segunda-feira (13) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva era o mandante do esquema conhecido como “mensalão” e solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) abra processo contra ele.Barbosa defende o ex-deputado e atual presidente do PTB, Roberto Jefferson.

Leia ainda:
Veja o que há contra cada um dos envolvidos no mensalão e o que eles alegam em suas defesas; Tem cearense na lista

Luiz Fernando Corrêa Barbosa destacou que três ex-ministros são réus, José Dirceu, Luiz Gushiken e Anderson Adauto, mas destacou que eles eram apenas auxiliares do ex-presidente. “Ele (Lula) não só sabia como ordenou o desencadeamento de tudo isso que essa ação penal discute aqui. Ele ordenou. Aqueles ministros eram só auxiliares”.

No Palácio
Ele citou a exposição de Roberto Gurgel, Procurador-Geral da República, de que o esquema acontecia no Palácio do Planalto. Para o advogado, dizer que Lula não sabia é uma ofensa ao ex-presidente. “Claro que sua excelência (Gurgel) não pode afirmar que o presidente da República fosse um pateta, um deficiente, que sob suas barbas estivesse acontecendo tenebrosas transações e ele não soubesse nada”.

Barbosa destacou que Jefferson contou a Lula sobre o esquema e disse que este não tomou nenhuma medida para investigá-lo. Destacou que uma certidão emitida pela então chefe da Casa Civil Dilma Rousseff, atual presidente, dava conta que nenhum procedimento foi aberto a mando de Lula.

E ainda
O advogado afirmou que as provas apresentadas pela PGR são fracas porque o “mandante” ficou de fora e previu um “festival de absolvições”. Destacou que Lula responde a uma ação civil pública relativa a uma suposta ação em favor do BMG para a concessão de crédito consignado a aposentados e pensionistas. O BMG é um dos bancos que fez os empréstimos que serviram para o pagamento a parlamentares.

Lula
O defensor de Jefferson pediu que a ação penal do mensalão seja convertida em diligência para se investigar Lula ou que se abra outro processo contra o ex-presidente. “Não é possível que um escândalo dessa dimensão passe lotado por essa Suprema Corte. Normas há e essa decisão se pede”.

Com informações do Estadão.com


Curtir: