Corrida presidencial

Advogados pedem aos presidenciáveis dedicação à reforma política

Advogados pedem aos presidenciáveis dedicação à reforma política
Advogados pedem aos presidenciáveis dedicação à reforma política

Representantes do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entregaram aos coordenadores das campanhas presidenciais de Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), o senador eleito Antonio Augusto Anastasia (PSDB) e Aloísio Mercadante (PT), respectivamente, um documento com três propostas que a entidade considera fundamentais para o país: reforma política, rigoroso plano de combate à corrupção e carta do contribuinte brasileiro, que prevê medidas de maior justiça fiscal e diminuição do Imposto de Renda incidente sobre o salário do trabalhador.

O encontro foi realizado durante a 22ª Conferência Nacional dos Advogados, no Rio de Janeiro.

Tucanos
Anastasia foi o primeiro a apresentar as propostas dos tucanos para a classe dos advogados, quando falou sobre a descentralização dos recursos e fortalecimento da federação brasileira. “Isso significa que estados e municípios com mais recursos terão condição de oferecer serviços com mais qualidade. A administração pública também precisa de eficiência e transparência”, afirmou o ex-governador de Minas.

Petistas
Em tom crítico, Mercadante afirmou que a divergência não está nos princípios, mas na avaliação da história recente do Brasil. Segundo ele, as reservas cambiais de US 37 bilhões e a dívida pública eram alguns entraves do estado antes do governo petista.

Dedicação
O presidente da OAB mineira, Luís Cláudio Chaves, pediu ao próximo presidente que reserve os primeiros seis meses para se dedicar à reforma política, especialmente no que diz respeito ao financiamento das campanhas. “Empresa sempre busca lucro. É inadmissível que tenhamos financiamento privado de campanhas.”


Curtir: