Polêmica

Aécio diz que Dilma deve pedir desculpas em cadeia nacional de TV por boato do Bolsa Família

Aécio diz que Dilma deve pedir desculpas em cadeia nacional de TV por boato do Bolsa Família
Aécio diz que Dilma deve pedir desculpas em cadeia nacional de TV por boato do Bolsa Família

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), cobrou nesta terça-feira (28) um pedido de desculpas formal da presidente Dilma Rousseff pela onda de boatos sobre a extinção do Bolsa Família, o que levou milhões de pessoas às agências da Caixa Econômica Federal. O tucano também se queixou da postura da ministra dos Diretos Humanos, Maria do Rosário, que atribuiu a origem do boato à oposição.

“A presidente da República está na obrigação de pedir desculpas públicas aos brasileiros pelo ocorrido e pela omissão da verdade protagonizada pela Caixa Econômica Federal”, afirmou Aécio, sugerindo que Dilma falasse à nação em cadeia de rádio e televisão. O partido do senador é a principal legenda de oposição ao governo.

Caixa
Ele criticou também a contradição do banco responsável pelo pagamento do benefício. Em um primeiro momento, a Caixa havia dito que aumentou o fluxo de pagamentos para suprir a demanda, mas ontem, o presidente da instituição, Jorge Hereda, admitiu que havia ocorrido uma antecipação de pagamentos no sábado, dia 18, quando teve início a corrida aos bancos.

Leia ainda:
Caixa Econômica admite “imprecisão” e pede desculpas por boatos do Bolsa Família
Caixa contraria versão oficial sobre boato do Bolsa Família; Cearense fez o primeiro saque

Responsabilidade
A oposição convidou Hereda e convocou as ministras Maria do Rosário (Direitos Humanos) e Tereza Campelo (Desenvolvimento Social) para prestar esclarecimentos no Congresso Nacional. Para Aécio, Maria do Rosário “acusou de forma irresponsável as oposições quando os fatos surgiram”.

E ainda
Titular da pasta responsável pelos programas de transferência de renda do governo, Tereza Campelo estava de férias quando estourou a onda de boatos sobre o fim do Bolsa Família. O líder do PSDB na Câmara dos Deputados, Carlos Sampaio (SP), criticou com tom irônico o fato de a ministra não ter antecipado seu retorno. Ela havia levado sua filha adolescente para Orlando (Estados Unidos). “Não é momento nem para Pateta nem para Mickey. A coisa é mais séria. Que ela antecipasse o seu retorno”, afirmou.

Com informações do portal Terra


Curtir: