Ceará

Agenor defende candidatura própria, mas critica antecipação de campanha

Peemedebista critica gestão da saúde na Capital. Foto: Máximo Moura
Peemedebista critica gestão da saúde na Capital. Foto: Máximo Moura

O deputado estadual Agenor Neto (PMDB) defendeu que “agora é o tempo de discutir estratégias” e que a legenda terá um candidato próprio à Prefeitura de Fortaleza nas eleições deste ano. Além da capital cearense, assegurou que a sigla deverá ter candidatura própria na maioria dos municípios.

Embora defenda a tese da candidatura própria do partido, ele criticou as articulações de alguns partidos, inclusive, do PMDB. Para ele, os partidos já estão em campanha, mas, agora, segundo ele, é o momento de fazer planos, de fazer projetos para os municípios, incluindo Fortaleza, para expor à população melhorias.

Saúde
O peemedebista aproveitou ainda para criticar a situação da saúde pública na Capital. Segundo ele, de modo geral, a área da saúde está “caótica”. Ele observou que os hospitais públicos do interior não estão, a altura das necessidades, recebendo recursos e, por isso, estão deixando de prestar os necessários serviços à população carente.

PMDB
Questionado sobre mudança partidária, Agenor minimizou e afirmou que permanecerá filiado ao PMDB. Nos bastidores, porém, sua mudança é confirmada por aliados.

Seca
Agenor aproveitou também para cobrar mais ações de combate à seca. “Nós vamos ter, possivelmente, o quinto seguido de seca no Ceará, de acordo com previsão da Funceme, e não se vê um projeto do Governo que afaste a sensação e, até mesmo, a preocupação do povo pelo desabastecimento de água”, criticou, acrescentando que há a “esperança” do abastecimento de água por meio da transposição do rio São Francisco, mas, não há garantia de que aconteça antes do meio do ano como está previsto.

“O que tem que fazer agora é cavar mais poços profundos, mais adutoras, para acabar a vergonha do trabalho do carro-pipa e também mais cisternas para aparar a água quando chover”, afirmou.


Curtir: