Ceará

AL debate a crise hídrica no Estado e as alternativas para enfrentar falta d’água

AL debate a crise hídrica no Estado e as alternativas para enfrentar falta d’água
AL debate a crise hídrica no Estado e as alternativas para enfrentar falta d’água

A crise hídrica e seus efeitos no Ceará será tema de audiência pública desta quarta-feira (15/07), a partir das 14 horas, no Complexo das Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa.

Iniciativa da Comissão de Desenvolvimento Regional, Recursos Hídricos, Minas e Pesca (CDRRHMP) da AL, o debate objetiva propor alternativas eficazes para o problema da falta de água no Estado.

Emergência
De acordo com o deputado Carlos Matos (PSDB), autor do requerimento, 95 dos 184 municípios (51,6%) já estão em estado de emergência. “O governador do Estado decretou, inclusive, estado de calamidade pública em 28 cidades por falta de água”, afirma.

Dados recentes da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) apontam que 34 cidades estão com sistema de distribuição de água por rodízio ou em racionamento, aponta Carlos Matos. Já, levantamento da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos do Estado (Cogerh) e da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) aponta que dos 151 açudes monitorados, 113 estão abaixo de 30% da capacidade, 32 estão com volume morto e 15 estão secos, acrescenta o parlamentar.

Efeitos
Diante desse quadro de escassez no abastecimento de água dos municípios cearenses, o deputado ressalta que a audiência pública pretende discutir, além da crise hídrica, os efeitos e a efetividade dos projetos ora implantados, bem como propor novas medidas que sejam verdadeiramente eficazes para conter o problema que afeta o Estado.

Convidados
Foram convidados para o debate o presidente da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), da Federação da Agricultura do Estado do Ceará (Faec), da Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (Fetraece), Diretor Geral do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), os secretários Estaduais de Desenvolvimento Agrário (SDA), Recursos Hídricos (SRH) e Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa), presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce).

Além do presidente da Organização das Cooperativas do Brasil (OCB-CE), e de representantes do Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA), do Ministério da Agricultura no Ceará, do Exército Brasileiro, e das Câmaras Setoriais e entidades afins.

Com informações da AL


Curtir: