Ceará

AL promove Seminário para discutir prevenção e combate à Chikungunya

AL promove Seminário para discutir a prevenção e combate à Chikungunya

A Assembleia Legislativa do Ceará, por meio da Frente Parlamentar de Combate ao Aedes Aegypti, recebe, nesta segunda-feira, dia 27 de março, especialistas do Ceará, da Bahia, do Rio de Janeiro e de Goiás para discutir sobre as consequências da Chikungunya, as políticas públicas, estratégias e ações de enfrentamento ao mosquito Aedes aegytpi, transmissor da doença.

O Seminário ‘CHIKUNGUNYA – Conhecer para prevenir e combater: Experiências e atitudes no enfrentamento ao Aedes Aegypti’ será realizado das 8h às 17h30, no auditório Deputado João Frederico Ferreira Gomes, no Anexo II da AL.

Estarão presentes gestores municipais, profissionais da saúde, técnicos da área do controle das arboviroses, instituições de ensino e pesquisa, empresários e sociedade civil. As inscrições gratuitas já estão abertas e podem ser feitas no link.

Experiência
O presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Aedes Aegypti, deputado Carlos Matos (PSDB), destaca a presença também de representantes de municípios que já conseguiram conter a propagação do mosquito e que vão mostrar essa experiência.

Piloto
Ele adianta ainda que o evento contará com a participação do secretário Nacional de Vigilância em Saúde, Adeilson Loureiro Cavalcante. “Nós o convencemos de fazer uma experiência piloto em 10 municípios do Estado do Ceará. Já no dia seguinte, 28 de março, teremos uma oficina para discutir esse projeto piloto com apoio federal”, informa o parlamentar.

Fortaleza
Carlos Matos justifica a importância de realizar o seminário na Capital cearense, por ser um dos locais mais afetados pela doença. “Dos casos de Chikungunya no Brasil 55% estão em Fortaleza”, enfatiza. “O mosquito só tem sete dias de vida. Se nós acertamos a nossa estratégia, em 60 dias o quadro pode ser outro. Vai depender do empenho e do comprometimento das autoridades, vai depender da população tomar consciência e vai depender de uma estratégia acertada”, pontua o parlamentar.

Com informações da AL


Curtir: