Ceará

Aliados afirmam que Cid sai fortalecido para 2018

Aliados afirmam que Cid sai fortalecido para 2018.  Foto: Agência Brasil
Aliados afirmam que Cid sai fortalecido para 2018. Foto: Agência Brasil

Para aliados, a saída de Cid Gomes (Pros) do Ministério da Educação (MEC) na última quarta-feira (18) deve fortalecê-lo tanto no cenário político local como no nacional.

Para o deputado estadual Wellington Landim (Pros), que estava nas galerias da Câmara durante o bate-boca entre Cid e o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o ex-governador do Ceará se cacifa inclusive para voos maiores em 2018.

Mudança
“A gente está vendo que a sociedade está querendo mudança, querendo renovação. E o Cid pode falar para eles”, declara. Segundo Landim, a sessão foi uma “armação” para que apenas críticos do cearense tivessem a palavra.

Atitude
Conforme o prefeito de Sobral, Clodoveu Arruda, Cid sai fortalecido. “Se a condução dele no ministério mostrou sua grandeza como gestor, a atitude o fez maior ainda, pois isso demonstrou desapego”, declarou. E acrescenta que a sociedade brasileira está em processo de renovação de suas lideranças.

Nada de fraqueza
Para os dois aliados, ao deixar o posto de ministro, Cid não se enfraquece. “Não é só quem está no exercício de um mandato que pode ter papel relevante”, afirma o prefeito de Sobral.

Futuro
Enquanto Arruda preferiu não especular sobre quais devem ser os próximos passos de Cid, Wellington Landim diz que o ex-governador possivelmente deve retomar seu projeto de passar uma temporada nos Estados Unidos.

Recluso
Desde a última quarta-feira, Cid se mantém recluso. Conforme sua assessoria, o ex-ministro continua em seu apartamento, em Fortaleza, e não terá reuniões políticas nos próximos dias.

Com informações do jornal O Povo


Curtir: