Economia

Analistas financeiros preveem crescimento menor da economia este ano

Analistas financeiros preveem crescimento menor da economia este ano
Analistas financeiros preveem crescimento menor da economia este ano

Analistas do mercado financeiro ajustaram para baixo a projeção de expansão da economia este ano e elevaram a estimativa para 2014. A projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, foi ajustada de 3,1% para 3,09%, em 2013, e de 3,6% para 3,65%, no próximo ano.

As projeções são resultado de pesquisa do Banco Central (BC) a instituições financeiras. A estimativa para a expansão da produção industrial caiu de 3,1% para 2,86%, este ano, e subiu de 3,5% para 3,75%, em 2014.

Pífio
Na última sexta-feira (1º), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, cresceu 0,9% em 2012.

Expectativa
A projeção das instituições financeiras para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB foi mantida em 34,5%, neste ano, e ajustada de 33,2% para 33,23%, no próximo ano. A expectativa para a cotação do dólar foi mantida em R$ 2, para o final deste ano, e em R$ 2,05, ao fim de 2014.

Balança
A previsão para o superávit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) passou de US$ 15,2 bilhões para US$ 15 bilhões, este ano, e de US$ 15,6 bilhões para US$ 14,5 bilhões, em 2014. Para o déficit em transações correntes (registro das transações de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior), a estimativa foi alterada de US$ 63,1 bilhões para US$ 62,9 bilhões, neste ano, e de US$ 68,35 bilhões para US$ 70 bilhões, em 2014.

Estrangeiro
A expectativa para o investimento estrangeiro direto (recursos que vão para o setor produtivo do país) foi mantida em US$ 60 bilhões tanto para 2013 quanto para o próximo ano.

Com informações da Agência Brasil


Curtir: