Câmara Municipal

Câmara aprova proposta de reajuste e professores dizem que prefeitura não cumpre o Piso

Com a Redação do Jangadeiro On Line

Após muita confusão durante toda esta terça-feira (7) na Câmara Municipal de Fortaleza (CMF), foi aprovada, em redação final, a emenda substitutiva do presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Acrísio Sena (PT), que trata do reajuste dos professores. A matéria segue, agora, para aprovação da prefeita Luizianne Lins (PT).

Na prática, a categoria teve redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, implementação de 1/5 da carga horária para planejamento das aulas a partir do 2º semestre de 2012 e aumento salarial retroativo a 13 de abril de 2011. Os educadores, entretanto, afirmam que a proposta não atende as determinações da Lei do Piso Nacional do Magistério.

Oposição
Apesar da aprovação, a oposição à base aliada da prefeita disse que vai recorrer na Justiça. Os vereadores oposicionistas alegam que a votação não poderia ter acontecido no período da tarde, porque isso fere o regimento da Câmara.

Leia também:
Clima tenso na Câmara dos Vereadores nesta terça-feira

Veja a reportagem sobre a aprovação da matéria exibida no Jornal Jangadeiro:


Curtir:


15 thoughts on “Câmara aprova proposta de reajuste e professores dizem que prefeitura não cumpre o Piso

  1. Alguns esclarecimentos: não houve redução no número de aulas dadas pelo professor; a redução de que falam refere-se apenas ao planejamento que continua sendo necessário e realizado em período extra-escola, ou seja, corrigir avaliações/atividades, preparar aulas, preencher diários etc, continuarão sendo feitos em casa, portanto, “na prática”, não houve redução da jornada de trabalho. Ocorreu aumento no vencimento base, mas com redução da gratificação de regência de classe, ou seja, ‘dá-se com uma mão e tira-se com a outra’; em termos “práticos” o aumento foi insignificante. Isto precisa ser dito à população, pois a eles não interessa deixar claro que a Lei do Piso foi burlada pela administração Luiziane Lins.

  2. Os vereadores pensam que no próximo ano não tem eleição e que vamos esquecer os veradores postes da luziane. Nem para cumpir a lei eles desobedecem a luziane principalmente seu Acrisio Sena.

  3. Isso que aconteceu hoje na Câmara dos Vereadores é uma verdadeira vergonha, espero que os companheiros que ainda estão em sala de aula parem as aulas, pois agora além de uma questão política é uma questão moral, não podemos em hipótese alguma baixar a cabeça para os acontecimentos que vimos hoje!!!

  4. Sou professor, e tanto votei em você Acrisio, como pedi voto, agora pergunta se eu vou votar, nem para sindico. Lembre-se, professor é formador de opinião.

  5. Analogia do zoológico municipal de Fortaleza:
    A prefeita é uma avestruz que enfia a cabeça no buraco por medo e incompetência. Aliás, buraco nesta cidade é o que não falta,
    Acrise Sena e Ronivaldo Mau, são dois papagaios que só repetem o que foram ensinados a falar pela prefeita. O Acrise, antes de ser apadrinhado pela prefeita, não se elegia nem pra poste.
    As diretoras e vice-diretoras são poodles, cachorrinhos da madame Luiziane e de Dona Maria , A Louca.
    E a guarda muncipal são os vira-latas adestrados para bater em trabalhadores. São uns frustrados que não conseguiram, sequer, passar no concurso do Ronda.

  6. As poodles (diretoras e vice-diretoras), foram levadas por seus donos (Guilherme Sampaio, Ronivaldo Mau e Acrise Encena – vereadores que lotiaram esses cargos nas escolas públicas de Fortaleza), às 7 da manhã para ocupar todas as vagas disponíveis na galeria da câmara, dessa maneira os professores não poderiam ocupar o espaço pela lotação já existente. as poodles estavam lá pra bater palma e latir em favor dos vereadores. Foi esse o principal motivo da revolta dos professores hoje pela manhã. Por que a imprensa não divulga isso? Por que a imprensa não lê a Lei do Piso e esclarece o gol´pe à população?

  7. Eu tenho 10 anos de serviço público e nunca tinha visto tanto desrespeito com os professores como hj.A prefeita e seus comandados deverião ter vergonha na cara e respeitar os docentes!!!!!!!!!!!!

  8. O PT ESQUECEU DE ONDE VEIO !!!! ….hoje lavo minhas mãos e retiro, depois de tantos anos de luta .retiro o vermelho desse partido de mim, QUE VERGONHA SENHORAS E SENHORES !!!

  9. Será que esses vereadores não pretendem mais se a candidatar???? multiplica o número de professores pelo número de alunos ou pais de alunos que vocês terão uma ideia dos votos que vocês perderam…

  10. Quem confiava em políticos… Vejam o que eles fizeram! Os que se diziam a favor do professor votou a favor da prefeitura, não é mesmo senhora Eliana Gomes? 29 vereadores presentes, contra a educação pública. Mas as eleições e as provas nacionais da educação virão aí…

  11. nao tem dinheiro?
    Dinheiro é só o que tem e de sobre. Vejam na tabela abaixo, no site do Tesouro Nacional (http://www.tesouro.fazenda.gov.br/estados_municipios/municipios.asp), quanto já entrou de FUNDEB desde 2005, quando a prefeita Luizianne tomou posse:

    ANO 2005 126.731.506,82
    ANO 2006 151.938.001,93
    ANO 2007 199.868.262,69
    ANO 2008 276.441.458,27
    ANO 2009 304.381.078,37
    ANO 2010 343.284.135,82

    Até maio de 2005, já foram repassados quase 200 milhões de reais de FUNDEB para Fortaleza. Mas não há prestação de contas e o dinheiro do FUNDEB está servindo para financiar o IPM, Instituto de Previdência Municipal dos Servidores de Fortaleza, que está falido;

    05 PRIMEIROS MESES DE 2011 R$ 193.745.090,72

    Somando tudo, tem-se que desde 2005, quando a prefeita Luizianne tomou posse, só para educação foram repassados: R$ 1.596.389.534,62 ( MAIS DE UM BILHÃO E MEIO DE REAIS). Mas grande parte que cabia aos professores, como remuneração foi desviado para outros fins, que não o previsto na Lei do FUNDEB e na CONSTITUIÇÃO FEDERAL.

  12. Bom dia, sou professora do município de Fortaleza e estive ontem em frente a Câmara, que é chamada de casa do povo, porém, nós professores fomos impedidos de adentrar ao plenário da casa, alguns vereadores colocaram seu cabos eleitorais para ocupar os lugares no plenário, para que os professores não pudessem entrar, e também pela força bruta, os guardas municipais que são para defender o patrimônio público, ontem agiram de violência e brutalidade, nehum professor pegou objetos, como diz a matéria, nossa única arma é a nossa voz, e essa arma será usada nas salas de aula com nossos alunos, pois somos formadores de opinião, iremos mostrar quem são os vereadores que agridem os professores e ano que vem é eleição. Nossa greve irá continuar até que nosso piso seja pago, pois é lei e lei é pra se cumprir. Professora Maria Princeza.

Comments are closed.