ALEC

Assembleia faz homenagem a vereadora do Rio de Janeiro assassinada

Minuto de silêncio, durante a abertura da sessão plenária Foto: Paulo Rocha

O plenário da Assembleia Legislativa prestou um minuto de silêncio, durante a abertura da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (15), pelo assassinato da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco (Psol), na noite dessa quarta-feira (14). A homenagem foi solicitada pelo deputado Nestor Bezerra (Psol).

O parlamentar externou a sua solidariedade aos familiares da vereadora e do motorista – que também faleceu – do veículo alvejados por criminosos, além de todos os militantes do Psol que acompanhavam o mandato da parlamentar.

“Que todos se sintam abraçados neste trágico momento por que passa o Brasil e que o partido não paralise a sua luta”, salientou Nestor Bezerra.

Defensora
O parlamentar salientou a obstinação da vereadora carioca na luta em defesa dos direitos humanos. “Marielle Franco era uma grande lutadora contra todo tipo de opressão e exploração, sendo contrária à militarização da polícia e uma grande defensora dos direitos humanos”.

Luto
O deputado Ely Aguiar (PSDC) também manifestou a sua tristeza pelo assassinato da vereadora, prestando solidariedade aos familiares das vítimas “deste crime bárbaro, cruel e selvagem, e que já tem uma grande repercussão internacional”. Ele lembrou ainda o assassinato, em Fortaleza, de um dos animadores do tradicional “trenzinho da alegria” da Avenida Beira Mar, identificado apenas como Francisco. “Ele interpretava o personagem Capitão América animando as crianças que faziam este passeio, e também foi brutalmente metralhado no bairro Vicente Pinzón, na última segunda-feira (12), o que reforça este momento de irracionalidade que atravessa o País”, lamentou.

Com informações da AL


Curtir: