Primeiro Plano
Atualizado em: 25/08/2011 - 7:48 pm

O Programa Primeiro Plano aprofundou o assunto do escândalo dos banheiros em três edições especiais exibidas pelo Sistema Jangadeiro de Comunicação, com apresentação da jornalista Kézya Diniz.

Heitor Férrer e Marcelo Pires
No primeiro programa da série, o deputado Heitor Férrer (PDT) lamentou a rejeição do requerimento de sua autoria solicitando a instalação de uma CPI para investigar o caso dos banheiros. Além disso, o deputado denunciou o Governo do Estado: “A corrupção nasce da mão de quem tem a chave do cofre. E quem tem a chave do cofre é o governo, nas pessoas dos secretários  que passaram pela Secretaria das Cidades. A origem dessa corrupção está no colo do Governo do Estado do Ceará”.

Também participou do primeiro dia de entrevistas o promotor Marcelo Pires, atuante em Pindoretama, município que deu origem às denúncias sobre irregularidades nos convênios celebrados entre a Secretaria das Cidades do Governo do Ceará com associações comunitárias e prefeituras que deveriam servir para a construção de kits sanitários para famílias carentes.

Confira o primeiro programa clicando aqui

Eliane Novais e André Haguette
No segundo programa, os convidados foram a deputada estadual Eliane Novais (PSB) e o sociólogo André Haguette. De acordo com o sociólogo, “existe um escândalo dentro do escândalo. O primeiro escândalo é o dinheiro que desaparece, e o outro é a impossibilidade de que essa situação seja apurada. É incompreensível que a Assembleia Legislativa não possa fazer uma CPI, é incompreensível que não haja uma fala, um depoimento do governador, extremamente forte para combater isso. Antigamente se falava da indústria da seca, e hoje se fala da indústria de tudo, pois tudo serve para que haja corrupção, até banheiros.

Clique aqui para assistir ao segundo programa

Luiz Alcântara e Valdomiro Távora
Para finalizar a série, nesta quinta-feira (25), o Primeiro Plano Especial recebeu o assessor da Procap, Luiz Alcântara, e o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Valdomiro Távora, que assumiu a presidência da Corte após o pedido de afastamento de Teodorico Menezes, também abatido pelo escândalo.

Assista ao terceiro programa clicando aqui

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me