Nacional

Ataque a sites do governo foi o maior já registrado

O ataque ao site do governo foi a terceira sofrida em 2011, mas a maior em volume de acessos já registrada.

A tentativa de invasão a sites do governo na madrugada da quarta-feira (22) foi a terceira sofrida em 2011, mas a maior em volume de acessos já registrada, segundo informou à Folha.com, o diretor superintendente do Serpro (Serviço de Processamento de Dados), Gilberto Paganoto.

Paganoto disse ainda que foram registrados cerca de 2 bilhões de acessos em um horário em que, normalmente, eles são “praticamente nulos”.

“Dois bilhões de acesso nesse curto período é um volume muito grande não suportável por qualquer provedor de sites na internet, mas sem dano nenhum a informações. São sistemas que, na gíria da informática, chamamos de robôs, colocados em provedores que ficam gerando os acessos”, disse o diretor da Serpro.

Nota
Em nota oficial divulgada nesta quinta-feira (23), a Secretaria de Imprensa da Presidência disse que o Serpro detectou um ataque entre 0h30 e 3h aos sites da Presidência da República, Portal Brasil e Receita Federal.

Informações
Os sites ficaram indisponíveis por cerca de uma hora, mas segundo o Serpro, as as informações destes sites estão preservadas

Ataques
No início da madrugada, um grupo de hackers chamado “LulzSecBrazil” afirmou ter tirado do ar os sites da Presidência da República e do governo federal.

O anúncio da ação foi divulgado pelo próprio grupo em seu perfil no Twitter. Por volta das 2h o acesso a ambos os sites era instável.

Twitter
Pelo Twitter, o grupo, que também afirma ter invadido o site da Petrobrás, publicou mensagens de protesto como ‘Acorda Brasil! Nao queremos mais comprar combustivel a R$2.75 a R$2.98 e expotar a menos da metade do preco! ACORDA DILMA!’.

A Petrobras informou, por meio de nota, que “o site recebeu alto volume de acessos simultâneos” e “o congestionamento momentâneo do servidor não causou nenhuma alteração de conteúdo ou dano de informações disponíveis”.

Hackers
O LulzSec é um grupo internacional de hackers ativistas que tem uma longa lista ataques a sites governamentais e corporativos. Entre suas ações mais recentes, o LulzSec é apontado como responsável por invadir o site do Senado dos Estados Unidos e tirar do ar temporariamente o site público da CIA.

O grupo comemorou a ação no Brasil. “Nossa unidade brasileira está fazendo progresso. Bom trabalho @LulzSecBrazil, irmãos!”, disse o perfil do Twitter.

A palavra “Lulz” deriva da expressão “laugh out loud”, ou “rindo alto”.

Convocação
Em um comunicado recente, o grupo convocou seus seguidores a invadir e causar dano a sites governamentais.

“A maior prioridade é roubar e vazar quaisquer informações classificadas como governamentais, inclusive trocas de e-mails e documentos. Os maiores alvos são bancos e outros estabelecimentos de alto nível.”

Com matéria publicada na Folha.com


Curtir:


One thought on “Ataque a sites do governo foi o maior já registrado

  1. Olha acho que finalmente alguem encontrou coragem para acabar um pouco com essa vergonha institucional. Francamente se eu tivesse o mínimo de conhecimento técnico até ajudaria.

    Parabens pela iniciativa. Seria legal se conseguissem dados bancários de bandidos políticos como Sarney, os “mensaleiros”, Delubio, Marcos Valerio (lembram?) e toda essa corja de ladrões que estão na Câmara e Senado

Comments are closed.