Fortaleza

Audiências do caso “Aonde é” devem ouvir 98 pessoas em duas semanas

Vereador é acusado de ficar com parte dos salários dos assessores. Foto: CMFor
Vereador é acusado de ficar com parte dos salários dos assessores. Foto: CMFor

A 18ª Vara Criminal iniciou, na segunda-feira (18/07), as audiências de instrução do caso que envolve o ex-vereador Antônio Farias de Sousa, mais conhecido como “Aonde É”.

Além do ex-parlamentar, mais 14 réus são acusados de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. As sessões são presididas pelo juiz titular da unidade, Ireylande Prudente Saraiva.

98 testemunhas
As audiências seguem até o próximo dia 29, ocorrendo de segunda a sexta, a partir das 13 horas, no Fórum Clóvis Beviláqua. Ao todo, foram intimidas 98 pessoas para depor, incluindo 13 dos 15 acusados (dois deles estão foragidos).

Na segunda e na terça-feira, deverão ser ouvidas 10 testemunhas de acusação. Os depoimentos das testemunhas de defesa vão de 20 a 26 de julho. Os réus devem ser interrogados nos dias 27, 28 e 29 e julho.

Denúncia
Segundo a denúncia, entre 2013 e 2014, “Aonde É” teria utilizado funcionários fantasmas para desviar dinheiro do erário. Com a quantia, comprou bens como apartamentos na região da orla marítima de Fortaleza.

Sem anulação
Requerendo o trancamento da ação, a defesa do ex-vereador ingressou com habeas corpus no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). No pedido, também requisitou a anulação do recebimento da denúncia. No entanto, no último dia 14 de junho, a 2ª Câmara Criminal do TJCE negou os pedidos.

Com informações do TJCE


Curtir: