Bastidores

Batalhão de Choque bloqueia entrada de professores no plenário da AL

Os professores da rede pública estadual e estudantes lotaram na manhã desta quinta-feira (1º) o hall de entrada do plenário da Assembleia Legislativa para protestar. Com faixas e palavras de ordem, os manifestantes reafirmaram críticas ao governador Cid Gomes.

Os educadores cobram o cumprimento do Piso Nacional do Magistério com respeito a  repercussão em todas as faixas da categoria. Com a chegada dos professores, o Batalhão de Choque da Polícia Militar foi acionado e o clima ficou tenso no local.

Acompanhe a galeria de fotos da manifestação:

Alunos
Os estudantes da rede pública estadual, que estão sem aulas há 27 dias, acompanharam a manifestação em apoio aos professores. Eles afirmaram que “enquanto os professores estiverem na rua, os alunos vão apoiar a luta”.

A sessão, em plenário,  da Assembleia Legislativa foi suspensa por causa da mobilização.

Pichação
Os manifestantes chegaram a pichar uma parede entre os gabinetes dos parlamentares. A representante do comando de greve, Nivânia Menezes justificou o ato afirmando que a conduta dos manifestantes, apesar de “lamentável”,  foi uma reação contra a presença do Batalhão de Choque.

Reinvindicações
A passagem de professores e estudantes pela Assembleia teve como objetivo principal garantir o apoio dos deputados estaduais para negociar com o Governador Cid Gomes a retirada do pedido de ilegalidade da greve. Os professores também cobram a realização de uma audência pública para discutir a educação no Ceará.

TAC
O presidente do sindicato Apeoc, Anízio Melo, propôs a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o sindicato e o governo do Estado para que os direitos estabelecidos na Lei do Piso Nacional do Magistério, com repercussão em toda a categoria.

A proposta foi discutida durante um encontro entre os deputados e uma comissão formada por professores, estudantes e sindicalistas.

Líder do Governo
O líder do governo na Assembleia, deputado Antônio Carlos (PT), disse, durante entrevista, que não poderia decidir sobre o pedido de ilegalidade da greve, mas prometeu levar a demanda da categoria a diante, numa tentativa de reabrir o canal de negociações.

Leia mais:
Veja imagens do protesto dos professores na AL
Professores em greve tentam entrar na Assembleia Legislativa e clima é tenso no local

 Acompanhe a reportagem exibida no Jornal Jangadeiro


Curtir:


12 thoughts on “Batalhão de Choque bloqueia entrada de professores no plenário da AL

  1. O atual governo do Ceará criou milhares de cargos comissionados desnecessários para abrigar uma nefasta coalizão de partidos sedentos por cargos,torrando assim o dinheiro público; privilegiou algumas categorias do funcionalismo com altíssimos salários que estão entre os maiores do Brasil, categorias estas que pouco se identificam com a comunidade e deixou na miséria categorias como a dos professores que tem direitos constitucionais assegurados e é a categoria que mais se identifica com o povo. Essa coisa precisa ser resolvida, pois já está ficando insustentável. Os professores não vão aceitar ser enganado. Desde o início deste governo os professores vem sendo enganados e a sociedade já percebeu isso. Tá complicado.

  2. As declarações ridículas do Governador, aliado a ação traiçoeira de anunciar abertura para uma possível negociação, mas ao mesmo tempo solicitando a ilegalidade da greve (concedida por um Desembargador a partir de critérios lastimáveis, que causaram indignação entre pais e alunos e sem ouvir o outro lado) acirraram os ânimos! Como confiar no Governador desta forma? Por outro lado, a maioria dos srs Deputados (com honrosas exceções) parecem ficar indiferentes ou o que é piod, se posicionam contra os professores e alunos! Até a mesmo a força ameaça ser utilizada! O Governador Cid Gomes, grande responsável por toda essa situação, pretende se fastar dos problemas (mais uma viagem!), ao invés de reverter a situação abrindo uma negociação real e retirando seu pedido de ilegalidade!

  3. Você conseguiu sintetizar bem o que aconteceu hoje no nosso protesto. Vale lembrar que esse foi o segundo protesto forte que professores e alunos realizaram nesta greve. Impossível fechar os olhos e fazer de conta que nada está acontecendo. Que tudo isso não seja esquecido nas proximas eleiçoes, quando tanto a prefeita quanto o governador, lançarão seu(s) candidato(s)!

  4. o ato da “lastimável” pixação não aconteceu por conta da truculência do batalhão de choque, foi principalmente um protesto ao descaso com a educação!

  5. As agressões não foram realizadas pelo pelo Batalhão de Choque, mas pelos policias que estavam no local antes do Choque chegar.

  6. Os deputados, com raras excessões, tem feito um desserviço ao povo cearense. pois todos os desmandos desse governador ditador são apoiados por essa corja q se diz representar o povo. Me pergunto pelo Deputado PROFESSOR TEODORO q levanta a bandeira da educação mas NADA faz de concreto pela mesma é só bla bla bla.

  7. A REPRESSÂO MILITAR AOS ENTES DO POVO É A CONFIRMAÇÃO DA INSTAURAÇÃO DA REPÚBLICA DESPÓTICA DO CEARÁ.
    A DITADURA nasce das mãos dos SOCIALISTAS que tanto a combateram
    É HORA DA EXTREMA DIREITA REVETER ESTA SITUAÇÂO e colocar esses SOCIALICOS no seu devido lugar;
    CUBA ao lado de FIDEL!!!!

Comments are closed.