Eleições 2016

Bloco PSD/PMB mantém reciprocidade ao PDT com apoio a RC

O deputado federal Domingos Neto lidera o bloco
O deputado federal Domingos Neto lidera o bloco

O Bloco PSD/PMB, liderado no Ceará pelo deputado federal Domingos Neto, foi o último a garantir apoio a chapa Roberto Cláudio/Moroni em Fortaleza. Sendo o maior tempo de televisão da coligação governista e a segunda bancada na Câmara Municipal da Capital pleiteava a vaga de vice.

Na avaliação do grupo, o fato do maior opositor do prefeito Roberto Cláudio (PDT) ser Capitão Wagner (PR) conduziu a escolha do deputado federal Moroni Torgan, mais votado em Fortaleza e no Estado como defensor da bandeira da segurança pública, exatamente como contra ponto ao Capitão.

Reciprocidade
Como reciprocidade o bloco recebeu o apoio em municípios como Caucaia, Naumi Amorim – PMB, segundo colégio eleitoral do Ceará; como Canindé, Daniela Monteiro (PSD); Tauá, Patrícia Aguiar (PMB); Icó, Laís Nunes (PMB); Russas, Raimundo Cordeiro (PSD); Aquiraz, Edson Sá, e vários outros municípios cearenses.

Afastamento
O bloco conseguiu ainda o afastamento da campanha do governador Camilo Santana e do ex-governador Cid Gomes em Maranguape do prefeito Átila Câmara (PSD); em Tianguá, Luis Meneses (PSD), e em outros municípios em que disputam PSD/PMB com PDT e PT.

Impasse
Caso ainda não resolvido é o do município de Iguatu do prefeito Aderilo Alcântara (PSD) pelo fato de seu tutor político, ex-prefeito e atual deputado estadual Agenor Neto (PMDB) ser ácido opositor do governo Camilo. Mas, neste caso, o deputado Domingos Neto diz que “não abre mão do parceiro e vai abertamente contra o governo”.

Articulação
A composição de Fortaleza envolveu o Ministro Gilberto Kassab, presidente licenciado do PSD, a quem coube a homologação da decisão. O governador Camilo Santana (PT), o ex-governador Cid Gomes (PDT) e o Prefeito Roberto Cláudio (PDT) ofereceram e fecharam acordo com um candidato a senador do PSD, que, segundo se especula, deve ser o ex-vice governador e atual Conselheiro do TCM Domingos Filho, que sairia do órgão em 2018 para a disputa.


Curtir: