Nacional

Brasil Carinhoso promete tirar mais 7,3 milhões de pessoas da extrema pobreza

Dilma posa para fotos durante lançamento do Brasil Carinhoso. Foto: Agência Brasil

Ao anunciar nesta quinta-feira  (29) a ampliação do Programa Brasil Carinhoso, que passa a atender a famílias com jovens até 15 anos, a presidente Dilma Rousseff disse que é um passo decisivo rumo a sociedade de classe média que governo e sociedade buscam construir.

Veja ainda:
Além da Notícia: Mais de um milhão de cearenses vive na extrema pobreza

“Tenho afirmado que o Brasil que nós todos queremos construir é um país de classe média. E, para isso, nós colocamos como uma de nossas prioridades, desde o início do governo, a retirada de 16 milhões de brasileiros da pobreza”, disse durante pronunciamento.

Ampliação
Lançado em 2012, o programa de complementação de renda Brasil Carinhoso era voltado a famílias com filhos até 6 anos. Com a ampliação anunciada hoje, passa a atender aos beneficiários do Bolsa Família com pelo menos um filho até 15 anos.

“Cada pessoa dessas famílias terá a renda complementada até receber uma renda de R$ 70 que é o limite para se sair da pobreza extrema. Estamos dando um passo decisivo para construir agora um futuro importante para nossas crianças e jovens”, disse a presidente.

Em dezembro
Dados do governo apontam que o Brasil Carinhoso retirou 9,1 milhões de pessoas da extrema pobreza até agora, sendo 2,8 milhões de crianças. Com a ampliação, a expectativa é que mais 7,3 milhões de pessoas superem a miséria, sendo 2,9 milhões da faixa etária de 7 a 15 anos. O pagamento aos novos beneficiários do Programa Brasil Carinhoso vai começar a ser feito a partir do dia 10 de dezembro.

E ainda
Segundo a presidente Dilma, os programas lançados pelo governo como a ampliação de creches, de educação em tempo integral e de alfabetização na idade certa se articulam também ao Brasil Carinhoso para garantir a saída de crianças e jovens da extrema pobreza.

Com informações da Agência Brasil


Curtir: