Bastidores

Câmara promete encaminhar denúncias de irregularidades na seleção do Conselho Tutelar ao Ministério Público

As denúncias sobre irregularidades no processo seletivo para o Conselho Tutelar voltaram a ser debatidas nesta quinta-feira (15), pela Câmara Municipal de Fortaleza em uma reunião com representantes do Poder Executivo. Durante o encontro, foi acertado que o caso deve ser analisado pelo Ministério Público do Estado, que através de um Fórum entre os envolvidos (candidatos, Comdica e Imparh) poderá deliberar um acordo.

O líder da prefeita na Casa, vereador Ronivaldo Maia (PT), destacou a disponibilidade dos órgãos gestores da seleção em resolver os casos. Segundo o parlamentar, será enviado um relatório da reunião ao Ministério Público, que a partir dos questionamentos pautados deverá abrir um canal de debate. Dentre as irregularidades apontadas está a interpretação das questões, que segundo candidatos, não correspondem com a temática proposta.

A presidente da Comissão de Direitos Humanos, vereadora Eliana Gomes (PCdoB), disse que a situação se encaminha para a elaboração de um Termo de Acordo de Conduta (TAC). A reunião contou com a participação do secretário de Direitos Humanos de Fortaleza, Demitri Cruz e a presidente do Imparh, Íris Tavares.

Do site da CMFor


Curtir: