Ceará

Camilo avalia que secretário de Segurança “foi mal interpretado”

Camilo avalia que secretário de Segurança “foi mal interpretado”

O governador Camilo Santana considerou que houve uma “má interpretação” da declaração do secretário de Segurança Pública do Ceará, André Costa. No final de semana, o delegado – que recentemente assumiu a Pasta, afirmou que oferecia dois caminhos para os dois suspeitos de assassinar o cabo Arlindo da Silva Vieira e que ainda estão foragidos: “A Justiça ou o cemitério”.

Questionado, Camilo tentou minimizar o fato e ressaltou que “nós, do Ceará, não abriremos mão de combater a criminalidade no nosso Estado. Doa a quem doer”. De acordo com o governador, André Costa é “dinâmico” e “divide os problemas com a tropa” e, portanto, atende os anseios da área.

“É isso que precisamos, para passar a população e mostrar que o Governo estar agarrado com o problema”, frisou ele, acrescentando que, apesar dos avanços na área de homicídio apresentados nos últimos dois anos, ele “ainda não estou satisfeitos com os resultados da segurança”.

Interpretação
Camilo disse, ainda, que sua orientação é pela defesa da legalidade em todos os caminhos. “Sou defensor árduo da legalidade, das leis e da Justiça. Sempre será minha orientação. Acho que houve má interpretação do secretário”, finalizou.


Curtir: