Ceará

Camilo nomeia terceira turma da Polícia Civil e anuncia média salarial do NE para categoria

A assinatura do ato de posse oficializou o ingresso de 19 delegados, 59 escrivães e 62 inspetores no Estado. Foto: Divulgação

O governador Camilo Santana nomeou e empossou, nesta segunda-feira (10), no Centro de Eventos do Ceará, o terceiro grupo de aprovados no último concurso para a Polícia Civil, composto por 140 profissionais.

Durante o evento, o chefe do Executivo anunciou que enviará para a Assembleia Legislativa mensagem para o aumento salarial de policiais civis no Ceará, equiparando-o à média da categoria no Nordeste.

A assinatura do ato de posse oficializou o ingresso de 19 delegados, 59 escrivães e 62 inspetores no Estado. Os concursados assumirão suas funções em delegacias da Capital, Região Metropolitana de Fortaleza e Interior. Somados aos 510 profissionais convocados nos dois grupos anteriores do concurso, em agosto e dezembro de 2016, o contingente total chegou a 650 novos policiais.

Aumento
Camilo Santana celebrou os avanços conquistados pelo Estado na área de Segurança Pública. O governador pontuou que a cerimônia de nomeação dos 140 novos profissionais consolida o aumento de 25,6% no efetivo da Polícia Civil nas três chamadas do Concurso Público. Segundo ele, o novo efetivo permitirá a ampliação do trabalho da polícia investigativa. A meta é destinar profissionais a novas Delegacias 24 Horas que serão abertas nas duas próximas Unidades Integradas de Segurança (Unisegs), no Conjunto Ceará e Bom Jardim.

“É mais um reforço que nós estamos dando para a área da Segurança Pública, especificamente à Polícia Civil. São novos profissionais que não só vão garantir que tenha efetivo em todos os municípios, como também integrarão as delegacias 24 horas, que conseguimos mais do que dobrar durante nosso governo. Antes tínhamos 11 unidades, hoje temos 23 já funcionando. O nosso objetivo é reforçar as polícias na área da inteligência, com equipamentos, para que a gente possa garantir mais segurança aos nossos irmãos cearenses”, enfatizou.

Média do Nordeste
Ao falar do apoio e investimentos para os profissionais da segurança, Camilo Santana anunciou na cerimônia que, assim como fez com policiais militares e bombeiros, enviará mensagem à Assembleia Legislativa para que o salário de toda a Polícia Civil se iguale à média hoje aplicada no Nordeste. O chefe do Executivo garantiu que o Governo do Ceará “continuará não medindo esforços” para dar estímulos e estrutura aos policiais.

“Apesar do cenário de crise que o país vivencia, estamos conseguindo manter os investimentos em diversas áreas no Ceará. E investimento público é isso o que estamos fazendo aqui: é chamando servidores, construindo mais escolas, comprando mais viaturas, abrindo mais UPAs, inaugurando mais estradas. Esse é o investimento. E o Estado só pode fazer esse investimento se for bem equilibrado”, disse.

Secretário
O governador esteve acompanhado do secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, deputados estaduais e federais, representante das forças de segurança do Ceará, dentre outras lideranças políticas do Estado. Em pronunciamento diante dos novos empossados, o secretário André Costa recordou que há 17 anos esteve do outro lado, ao ser empossado como escrivão da Polícia Civil. O titular da SSPDS pediu compromisso e dedicação dos profissionais para que o Governo do Ceará continue as ações pela diminuição da violência, dentro do Pacto por um Ceará Pacífico.

“Dentro do trabalho que estamos realizando, a gente precisa muito da polícia judiciária no Estado do Ceará. Estamos buscando mais investigações com ações cirúrgicas, através de buscas e mandatos de prisão. Hoje precisamos muito da eficiência da Polícia Civil”, afirmou Costa.


Curtir: