Eleições 2014

Camilo Santana mostra propostas para setor empresarial no CIC

Camilo Santana mostra propostas para setor empresarial no CIC. Foto: Divulgação
Camilo Santana mostra propostas para setor empresarial no CIC. Foto: Divulgação

Em debate com empresários no Centro Industrial do Ceará (CIC), na noite de ontem, o candidato ao governo do Ceará, Camilo Santana (PT) apresentou suas propostas para o setor e colocou-se como o candidato que pretende dar continuidade ao projeto em desenvolvimento pelo atual governo e disse que, caso seja eleito, mudará o que não vai bem e apresentará novas propostas de oportunidade para o crescimento do Estado. O petista chegou acompanhado da candidata a vice, Izolda Cela, e o candidato ao Senado, Mauro Filho, ambos do Pros.

Continuidade
Ao abrir o discurso, Camilo apresentou-se aos empresários presentes, destacando seu currículo e contribuição no governo Cid Gomes (Pros). Na sequência, enumerou os avanços do governo e anunciou propostas a serem apresentadas ao eleitorado. O petista ressaltou a geração de emprego e renda, além da elevação do Produto Interno Bruto, com a conclusão da Refinaria Premium II, no Complexo Portuário do Pécem. Camilo defendeu os grandes projetos oriundos do governo federal, como a Transposição do Rio São Francisco que, ao ser concluída, juntamente com o Cinturão das Águas do Ceará (do governo estadual), garantirá água para o povo beber.

Segurança
Camilo prometeu também, caso seja eleito, aumentar o efetivo policial e reestruturação do programa Ronda do Quarteirão. O candidato, aliado de Cid Gomes, afirmou ainda que, de 2009 a 2011, os índices de violência estavam “estabilizados”. Entretanto, após a greve da polícia no início de 2012, a estratégia foi quebrada e, agora, precisa ser restabelecida. “Ninguém resolve problema da violência só com polícia”, disse ele, acrescentando realizar integração das políticas públicas do governo para combater, sobretudo os problemas das drogas.

Em conversa com a imprensa, Camilo evitou polêmicas e minimizou as recentes declarações do presidente nacional do partido, Rui Falcão, e as recentes adesões de aliados à candidatura adversária.

Propostas
Assim como vem fazendo deste o início do ciclo de debates, o presidente do CIC, José Dias de Vasconcelos, entregou à Camilo as propostas do setor produtivo. A agenda inclui revisão da lei do Fundo do Inovação Tecnológica (FIT), investimento nos polos industriais, aplicação de, pelo menos, 20% dos cursos profissionalizantes ofertados pelo sistema educacional do Estado sejam na formação de mão de obra diretamente relacionada ao setor produtivo, sobretudo para as micro e pequenas empresas e aplicação de 2% incidentes sobre a arrecadação do ICMS recolhido mensalmente no sistema de ciência e tecnologia, inovação e educação superior.

Bastidores
Após desfiliação do PSB e de ensaiar uma aproximação da com a Rede Sustentabilidade, a empresária Nicole Barbosa apoia a candidatura do petista Camilo Santana ao governo. Ontem, ela chamou atenção ao participar da discussão no CIC. Nicolle foi substituída na disputa ao governo pela deputada Eliane Novais (PSB), durante a convenção partidária. Cotada para o cargo de vice-governadora, ela renunciou e disse que a candidatura teria sido imposta pelo partido.

Com informações do OE


Curtir: