Eleições 2014

Candidatos ao governo do Ceará arrecadam R$ 15,9 milhões; Os gastos já somam R$ 18,3 milhões

As campanhas de Camilo e Eunício registraram os maiores gastos e arrecadações
As campanhas de Camilo e Eunício registraram os maiores gastos e arrecadações

O Tribunal Superior Eleitoral disponibilizou para consulta pública os dados referentes a gastos e arrecadação dos candidatos que disputam a eleição no Ceará. As informações fazem parte da segunda prestação parcial de contas entregue à Justiça Eleitoral.

Juntos, os quatro candidatos que concorrem ao governo afirmam ter arrecadado R$ 15,97 milhões. Os gastos, no entanto, superam a arrecadação e somam R$ 18,33 milhões.

Leia ainda:
Segunda parcial: Candidatos ao Senado gastam R$ 4,2 milhões; Tasso lidera a arrecadação

Três empresas bancam 39% da campanha presidencial
Campanhas presidenciais arrecadam R$ 29 milhões na primeira parcial
Governo e Senado: Candidatos declaram gastos de R$ 2,4 mi no Ceará

Ailton
O candidato do Psol arrecadou R$ 37.742,00. As doações foram feitas por pessoas físicas, através de transferência eletrônica ou depósito bancário e incluem a contribuição do próprio Ailton, com três movimentações que somam o valor de R$ 2, 550.00.

Ailton declarou gastos de R$ 33.283,62. A maior parte das despesas são referentes a gravação de programa de TV e a publicidade por materiais impressos.

Camilo
Camilo Santana, candidato do PT, arrecadou R$ 8.975.000,00. A maior parte das doações foi feita por intermédio da direção estadual do partido. Entre as empresas, a maior contribuição é da indústria de alimentos JBS S/A que doou R$ 3 milhões através da direção do PT e outros R$ 2 milhões em contribuição direta.

Os gastos já chegam a R$ 11.367.458,45. As despesas mais elevadas dizem respeito a publicidade por material impresso, “atividades de militância e mobilização de rua” “preparação de campanha e instalação física de comitês de campanha”.

Eliane
Eliane Novais, do PSB, garantiu uma arrecadação de R$ 594.512,22. Os maiores doadores foram as empresas “Safra Leasing S.A Arrendamento Mercantil” e “Cosan Lubrificantes e Especialidades S/A”, por meio da direção estadual da legenda.

Já os gastos da socialista somam R$ 568.179,58. As maiores despesas foram com “serviços prestados por terceiros”, “alimentação” e “atividades de militância e mobilização de rua”.

Eunício Oliveira
O candidato do PMDB registrou a segunda maior arrecadação, ficando atrás apenas de Camilo Santana. Na informação repassada ao TSE, Eunício diz ter recebido R$ 6.366.890,43 em contribuições para a campanha. As doações foram feitas via “Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador” e a prestação de contas não especifica o “doador originário”.

Os gastos empatam com a arrecadação e somam exatos R$ 6.366.890,43. O detalhe é que a prestação de contas não especifica em que o dinheiro foi gasto e resume as despesas apenas como “baixa de recursos estimáveis em dinheiro” para o “beneficiário/contratante” denominado “Eunício Lopes de Oliveira – governador – PMDB – CE / Comitê – CE / Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador – PMDB – CE”


Curtir: