Bastidores

Carlile Lavor deixa a Saúde e gera nova baixa no Governo Camilo

Carlile Lavor deixa a Saúde e gera terceira baixa no Governo Camilo
Carlile Lavor deixa a Saúde e gera nova baixa no Governo Camilo

Considerada pasta estratégica da gestão Camilo Santana, a Secretaria de Saúde perde seu titular. Carlile Lavor já havia pedido demissão no último dia 4 de maio, mas só na noite de segunda-feira (11) o governo Camilo Santana aceitou a saída do médico.

A manifestação veio através de uma nota à imprensa. Direta, curta e sem detalhes. “O Governo do Estado do Ceará resolve exonerar, a pedido, o secretário da Saúde, Carlile Lavor. Assume a pasta, respondendo interinamente, o secretário-adjunto Henrique Javi”, diz o comunicado.

Bastidores
Os motivos da saída não foram divulgados, e, em meio à crise, as informações são desencontradas. Nos bastidores, Camilo estaria insatisfeito com as ações de Carlile à frente da Pasta. Uma delas é a situação dos hospitais regionais, onde muitos serviços essenciais estão paralisados.

Baixa
Carlile Lavor, que foi secretário de Saúde do Estado na primeira gestão Tasso Jereissati e ganhou fama com o programa agente de saúde, não visitou um só hospital e, nos encontros com prefeitos e médicos, ao invés de buscar soluções dos problemas para proteger o Governo, acaba por gerar mais dificuldades para a gestão, dizem fontes ligadas ao governo.

Histórico
Antes de Carlile, Camilo teve outras baixas com a exoneração do deputado estadual David Durand (PRB) da Secretaria de Esporte, e Odécio Carneiro do cargo de secretário executivo da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), que ocupava desde o início do mandato de Camilo. Na segunda-feira (11), Carlos Ferrentini, adjunto da Secretaria de Esportes, pediu exoneração e foi acomodado em uma diretoria da Adece. Nos bastidores, existem rumores sobre um mal-estar envolvendo os gestores que não estariam conseguindo realizar o trabalho como desejado.


Curtir: